O meu nome é Ray,e sou gay. Este será um blog sobre “as coisas vulgares que há na vida”. Na minha vida! É um blog para maiores de 18 anos. Para todos aqueles que tem alguma curiosidade sobre a vida e pensamento gay.
O que me dizes?
Por: Ray, em 26.01.08 às 21:51link do post | adicionar aos favoritos

25 De Janeiro de 2008

 

     Cheguei hoje da folga. foi só um dia, mas o melhor foram as DUAS noites que consegui para estar com o meu menino.

     Não posso dizer que deu para matar todas as saudades, mas ajudou muito, e deu-me de novo força para aguentar mais duas semanas sem o ver, sem o sentir.

     Ele foi-me esperar à estação que fica mais perto da casa dele, e quando entrei no carro tinha uma rosa vermelha para mim. Nunca ninguem antes me havia oferecido uma flor.

     Rumamos a casa, e só lhe consegui dar-lhe um beijo como deve ser depois de entrarmos no quarto. foi longo e intenso.Como só duas almas que se amam e se querem sabam dar.

     Infelizmente nao podemos avançar logo para o que nos fazia muita falta tambem, e tivemos que adiar a quequa porque ainda precisava de comer alguma coisa, e de por a roupa que levava a lavar e a secar. 

      Tentei fazer isso o mais rapido que pode, e sempre que podia voltava aos braços e ao lábios daquele homem que eu tanto amo.

      Mas finalmente consegui despachar todas as tarefas domesticas, e os nossos corpos finalmente se envolveram naquilo que há muito ansianvam. FAZER AMOR!

      Embora conheça bastante bem o lindo, e fantastico CORPÃO do meu H., desta vez foi quase uma redescoberta. Queria senti, ver, e memorizar de novo aquele corpo que eu amo.

     Sentiam nos nossos beijos uma intencidade e um tesão quase fora de controlo. Beijava-o com uma survidez que nunca antes eu tivera, nem viviera.

     Mameio-o e suguei-lhe aquele pau enorme todo!

     Mas a tesão era muita, e tinha que o senti dentro de mim. infelizmente não aguentei muito tempo. Mas sentir aquele tronco dentro de mim, aquele corpo masculo em cima de mim, o arfar dele perto da minha orelha, nao deu para segurar mais a vaca que há dentro de mim.

Mudamos de posição e com ele a penetrar-me de lado, vim-me logo enchendo a barriga de leite, ao qual ele rapidamente juntou o dele, acabando de se vir à mão.

      Essa noite adormecemos, comigo abraçado nele. Acordei a meio da noite, nessa posição e fiquei ainda um bom bocado, apenas a curtir o cheiro, o respirar do meu homem.

      Quando acordamos, fizemos o que sempre fazemos, e saimos para dar o café e para dar uma volta pela cidade. Acabos por ir ver a T. e fomos almoçar, voltando pouco depois para casa, e inveitavelmente para os braços e carinhos um do outro.

      Daí para fazer-mos amor foi um saltinho. Esta sessão da tarde acabou com o meu amor a encher-me a boca de leite e eu uns segundos depois a vir-me para cima da barriga peluda dele. o pior foi que os esguichos que sairam foi de tal manera que lhe acertaram no olho e no cabelo.

     Depois de uns momentos de carinhos, voltei à terra e tive que ir de novo as tarefas domesticas. Passar a ferro e fazer a mala para vir para Gaia.

     Fomos Jantar ao nosso chines, e fui dar um abraço rapido ao meu mano, e logo voltamos para casa.

     Nesta noite não fizemos amor. Mas gostei muito do que se passou. Os mimos e a conversa que tivemos foram muito boms e importantes para mim.

     Acordamos um pouco a dar para o tarde, foi tomar banho e correr para a estação para não perder o comboio. Enquanto comprava o meu bilhete, ele foi pedir cafes. Quando cheguei ao pé dele, vi-o fazer uma coisa que me tocou muito. Nunca ninguem me fez algo tão romantico.

     Entrei no café e o meu H. esta a mexer-me o café. Colocou o açucar e estava a mexer-me o meu café. Sei que é simples, mas adorei o gesto!

      Entrei no comboio quase a chorar.

      Trabalhei cheio de vontade de voltar ao meu menino.

      R.

 

Palavras-chave:

gentleman a 22 de Junho de 2009 às 02:07
aprende a ser um gay decente e a ñ contar coisas ke podem criar ideias erradas dos gays. foder foder foder.... ser gay num é só foder. há pormenores ke devem ficar só entre 2 pessoas... e as coisas do sexo são uma delas. aprende a ser gay. e a dignificares akilo ke realmente és.

Ray a 22 de Junho de 2009 às 19:32
Caro Gentleman,

Obrigado por demonstrares o quão preconceitoso és!
Fico à espera que me envies a morada da escola onde se pode aprender a ser "gay".

Se achas que há pormenores que não queres saber, ou que tu próprio não queiras divulgar, é o teu direito. Eu escrevo o que acho que devo escrever. E o meu blogue (e a relação que tenho com o H.) é bem mais que foder. bastava leres mais um pouco do blogue para perceberes isso!

E enquanto eu vou ver se consigo aprender a ser digno, vê se aprendes a escrever sem usares "k" e "ñ" que isso sim, não dignifica a lingua que falas!

Para finalizar, embora sejas sempre bem vindo, se não te agrada a minha maneira de ser, e os temas que tenho no blogue, existem muitos outros blogues com os quais te poderás indentificar melhor. É só continuares a procurar!
R.

Luana a 29 de Setembro de 2009 às 20:44
é banal a briga pela linguagem a ser usada, conforme com o scrap acima² ser Gay não é apenas fazer coisinhas como vc descreve, acho que o importante é expor sentimentos e não a vida a 02 como você fez, você deve estar apaixonado e nem tudo que parece é, cuidado R para não se machucar, "uma vida não é o bastante para se conhecer por completo alguém ".

Pedro a 26 de Agosto de 2010 às 15:39
Concordo plenamente com o Gentleman. Não tens de expor a tua vida sexual assim, não é forma de demonstrar o teu amor. Mas cada um sabe de si. Sou gay e tenho vergonha que hajam pessoas assim.

Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
18

21
23
24
25

27
28
29
30
31


O que procuras?
 
Curiosos
Por aqui agora....
Fotos do blog
Na tua opinão:
Paradas Gay:
Sou contra.
Sou a favor.
Indiferente.
  
pollcode.com free polls
Quem por aqui andou:
eXTReMe Tracker
Blog Flux Directory