O meu nome é Ray,e sou gay. Este será um blog sobre “as coisas vulgares que há na vida”. Na minha vida! É um blog para maiores de 18 anos. Para todos aqueles que tem alguma curiosidade sobre a vida e pensamento gay.
O que me dizes?
Por: Ray, em 26.01.08 às 22:50link do post | adicionar aos favoritos
     26 de Janeiro de 2008

 

     Cheguei há pouco do jantar. fui ao el corte ingles, fica a meia duzia de passos aqui do hotel em gaia. Não há muito por onde escolher, e é tudo bastante caro, mas não estava com pachora de escolher outro sítio. Tenho lá ido quase todos os dias jantar, mas nunca tinha visto tanta gente por lá como hoje. Até alguns gajos bons andavam por lá, mas hoje, defenitivamente não tenho cabeça para apreciar. 

     Não sei exactamente dizer o que tenho nem como me sinto. Qualquer tentativa que faça temo que seja em vão. Há coisas assim.

     Desde ontem a principio da tarde que me sinto assim. E este sentimento tem vindo a acentuar-se, e por causa disto, acho mesmo que estraguei  noite ao meu homem. Noite que ele anda a planear com o pessoal amigo dele há bastante tempo. Sinto-me mal, mesmo muito mal por isso!

     Mas eu sou assim. tenho o condão de por estar mal, de por estar em baixo conseguir pertubar a vida de quem mais gosto. E com o H. não consigo nem quero fingir sentimentos. Não lhe vou dizer que está tudo bem, quando na verdade não e assim que me sinto. Até porque por mais que eu tente ainda disfarçar, ele já me consegue topar ao longe. mesmo que seja apenas pelas sms que lhe envio!

      Sinto-me ansioso, preocupado, e até com medo de algo. Tenho um nó na garganta, borboletas no estomago e um nervoso miudinho que não consigo entender nem explicar.    

     Quando tento reflectir e perceber a razão do porque de me sentir assim, apenas o H. me vem a mente.

     Há um grande contraste entre a felicidade e a alegria que sentia ontem de manha e o que sinto hoje à noite. Tristeza, ansiendade, nervosismo, preocupação, inquietude.

     Sinto dentro de mim que há algo de errado. Ou que aconteçeu ou está para acontecer. Mas não consigo afastar de mim este mau sabor na boca.

      Ainda por cima, soube que o meu amor hoje está a conduzir na night! Tou com o coração nas mãos.

     Sei que talvez esteja a exagerar, mas hoje é assim que me sinto.

     Acho que parte deste mau estar, é já saudades do meu H.

     A distancia está a bater-me forte demais. Ao meu amor foi a semana passada a mim está já a ser esta semana. Pelo menos parte de me sentir assim mal é sem duvida por isso.

AMO o H. e já não sei viver sem ele.

    Houve na noite de quinta para sexta, uma altura da conversa em que ele me fez uma pergunta que me perturbou. Não na altura, mas desde então tem andando a bailar na minha mente. Quase que como uma sombra omnipresente sempre que ele demora um pouco mais a responder a uma sms, ou quando não sei nada dele.

     Não me recordo exactamente das palavras que usou, mas parafrazeando perguntou-me porque é que confio tanto nele. Como é que eu não tenho desconfiança que ele me engane, que me traia.

     Esta pergunta deixou-me um pouco desorientado.

     Nada mudou em relação ao que sinto por ele, nem na confiança que nele deposito. mas continuo a matutar na merda da pergunta. Ainda não lho disse, mas aproveito o blog para o fazer. Amanha ao telefone falarei com ele sobre isso.

     Sei que ele me ama. Sei que me quer muito. e a estas frases não acrescentarei nenhum "mas".

      É amor o que sinto por ele, e como li algures; "Quem ama dá liberdade. Se for amor verdadeiro, estará sempre ao teu lado e não se afastará de ti, se fugir é porque nunca foi teu."

     Concordo com esta frase. Tento fazer dela um guia para as minha relações.

     Amo o H. Não tenho duvidas nem reservas sobre isso. Nem sobre o amor que ele me dá e faz sentir.

     Mas hoje estou assim. Não consigo evitar, nem mudar, nem afastar de mim este sentimento que para quem lê, talvez nem faça sentido.

R.


O que me dizes?
Por: Ray, em 26.01.08 às 21:51link do post | adicionar aos favoritos

25 De Janeiro de 2008

 

     Cheguei hoje da folga. foi só um dia, mas o melhor foram as DUAS noites que consegui para estar com o meu menino.

     Não posso dizer que deu para matar todas as saudades, mas ajudou muito, e deu-me de novo força para aguentar mais duas semanas sem o ver, sem o sentir.

     Ele foi-me esperar à estação que fica mais perto da casa dele, e quando entrei no carro tinha uma rosa vermelha para mim. Nunca ninguem antes me havia oferecido uma flor.

     Rumamos a casa, e só lhe consegui dar-lhe um beijo como deve ser depois de entrarmos no quarto. foi longo e intenso.Como só duas almas que se amam e se querem sabam dar.

     Infelizmente nao podemos avançar logo para o que nos fazia muita falta tambem, e tivemos que adiar a quequa porque ainda precisava de comer alguma coisa, e de por a roupa que levava a lavar e a secar. 

      Tentei fazer isso o mais rapido que pode, e sempre que podia voltava aos braços e ao lábios daquele homem que eu tanto amo.

      Mas finalmente consegui despachar todas as tarefas domesticas, e os nossos corpos finalmente se envolveram naquilo que há muito ansianvam. FAZER AMOR!

      Embora conheça bastante bem o lindo, e fantastico CORPÃO do meu H., desta vez foi quase uma redescoberta. Queria senti, ver, e memorizar de novo aquele corpo que eu amo.

     Sentiam nos nossos beijos uma intencidade e um tesão quase fora de controlo. Beijava-o com uma survidez que nunca antes eu tivera, nem viviera.

     Mameio-o e suguei-lhe aquele pau enorme todo!

     Mas a tesão era muita, e tinha que o senti dentro de mim. infelizmente não aguentei muito tempo. Mas sentir aquele tronco dentro de mim, aquele corpo masculo em cima de mim, o arfar dele perto da minha orelha, nao deu para segurar mais a vaca que há dentro de mim.

Mudamos de posição e com ele a penetrar-me de lado, vim-me logo enchendo a barriga de leite, ao qual ele rapidamente juntou o dele, acabando de se vir à mão.

      Essa noite adormecemos, comigo abraçado nele. Acordei a meio da noite, nessa posição e fiquei ainda um bom bocado, apenas a curtir o cheiro, o respirar do meu homem.

      Quando acordamos, fizemos o que sempre fazemos, e saimos para dar o café e para dar uma volta pela cidade. Acabos por ir ver a T. e fomos almoçar, voltando pouco depois para casa, e inveitavelmente para os braços e carinhos um do outro.

      Daí para fazer-mos amor foi um saltinho. Esta sessão da tarde acabou com o meu amor a encher-me a boca de leite e eu uns segundos depois a vir-me para cima da barriga peluda dele. o pior foi que os esguichos que sairam foi de tal manera que lhe acertaram no olho e no cabelo.

     Depois de uns momentos de carinhos, voltei à terra e tive que ir de novo as tarefas domesticas. Passar a ferro e fazer a mala para vir para Gaia.

     Fomos Jantar ao nosso chines, e fui dar um abraço rapido ao meu mano, e logo voltamos para casa.

     Nesta noite não fizemos amor. Mas gostei muito do que se passou. Os mimos e a conversa que tivemos foram muito boms e importantes para mim.

     Acordamos um pouco a dar para o tarde, foi tomar banho e correr para a estação para não perder o comboio. Enquanto comprava o meu bilhete, ele foi pedir cafes. Quando cheguei ao pé dele, vi-o fazer uma coisa que me tocou muito. Nunca ninguem me fez algo tão romantico.

     Entrei no café e o meu H. esta a mexer-me o café. Colocou o açucar e estava a mexer-me o meu café. Sei que é simples, mas adorei o gesto!

      Entrei no comboio quase a chorar.

      Trabalhei cheio de vontade de voltar ao meu menino.

      R.

 

Palavras-chave:

O que me dizes?
Por: Ray, em 22.01.08 às 23:18link do post | adicionar aos favoritos

22 De Janeiro de 2008

 

      Tinha muito para dizer, mas tou a chorar e demasiado emocionado para poder escrever.

      Acabei de ler o blog do H. e tocou-me profundamente.

      Amanha já vou estar com ele! E juntos vamos ficar até sexta-feira.

Se alguma coisa esta distancia tem de positivo é aperceber-me que o amo profundamente, e que quero estar com ele cada vez mais.

      O H. é o homem da minha vida!

      AMO-TE!

      Acho que esta canção diz exactamente aquilo que sinto por ti!

      R.

 

QUE VOY A HACER CONTIGO
SI POR ENCIMA DE TODO ESTAS TU.
HAS LLEGADO DEL AIRE Y EL SOL
COMO LLEGA LA VIDA
Y AUNQUE SE QUE ESTE AMOR
HOY ME ARRANCA DE EL
A PESAR DE LAS LAGRIMAS TE AMO
Y A PESAR DE LAS DUDAS TE AMO, TE AMO
DESDE EL FONDO DEL ALMA TE AMO, TE AMO
POR ENCIMA DEL MUNDO TE AMO, TE AMO
POR EL DÍA QUE MUERE YO TE AMO
A PESAR DE LAS DUDAS TE AMO, TE AMO
DESDE EL FONDO DEL ALMA TE AMO, TE AMO
POR ENCIMA DEL MUNDO TE AMO, TE AMO
POR EL DÍA QUE MUERE YO TE A AMO
QUE VOY A HACER CONTIGO
SI SE HA LLENADO MI VIDA DE TI.
SI MIS PASOS SE QUIEREN PERDER
CADA NOCHE CONTIGO
SI ME TIEMBLA LA VOZ
CUANDO HABLO DE TI
Y TE GRITA EN SILENCIO TE AMO
Y EN LAS NOCHES DE LUNA TE AMO, TE AMO
EN LA CASA VACÍA TE AMO, TE AMO
EN EL GRITO QUE NACE TE AMO, TE AMO
A ESCONDIDAS DE TODOS YO TE AMO,
A PESAR DE LAS DUDAS TE AMO, TE AMO
DESDE EL FONDO DEL ALMA TE AMO, TE AMO
POR ENCIMA DEL MUNDO TE AMO, TE AMO
POR EL DÍA QUE MUERE YO
TE AMO, TE AMO
Y EN LAS NOCHES DE LUNA TE AMO, TE AMO
EN LA CASA VACÍA TE AMO, TE AMO
EN EL GRITO QUE NACE TE AMO, TE AMO
A ESCONDIDAS DE TODOS YO SI TE AMO.
YO TE AMO

 

 

Isabel Pantoja


O que me dizes?
Por: Ray, em 22.01.08 às 22:54link do post | adicionar aos favoritos

21 De Janeiro de 2008

No meio de tanta angustia e saudades e outros problemas avulsos, finalmente uma noticia que me trouxe uma lufada de ar fresco a este período de tempo.

Quinta-feira estou de folga. Vou estar finalmente com o meu amor!

Faz hoje uma semana que estou aqui. Sinceramente parece muito mais tempo!

Tou a planear ir na quarta-feira a noite, sair na estação que fica mais perto da terra onde vive o meu H., vamos juntinhos para o nosso ninho de amor, e vamos estar juntos até sexta de manha, porque só tenho que entrar as 14h.

Ando de uma maneira que acho que nem vamos sair da cama este tempo todo, e só saímos se for para mandar uma de pé!

Tou mesmo a precisar de fazer amor com o meu H. Ele preenche-me totalmente! E não me refiro ao enorme pau dele dentro de mim! Nunca pensei que iria desejar tanto que um homem me possuísse!  Sei que isto só se passa porque o homem da minha vida é o H.

Este relacionamento tem me mudado para melhor. Tenho aprendido tanto.

O mesmo já não posso dizer desta merda de formação. As coisas tem que ser tiradas a saca-rolhas... e o pior é que as pessoas lá na loja são muito, muito mas mesmo muito antipáticas, e pouco amistosas. Alguns fazem mesmo questão em me ignorar!

Mas enfim. Sobreviverei! Esta folga e estar com o meu H. Vai dar para ganhar novo folgo e coragem!

Hoje será a ultima punheta que bato antes de quinta-feira. Quero estar cheio de leite, para me vir ao jorros em cima do torso lindo, másculo e peludo do meu amor!

H. começa a massajar e lubrificar chico, e a caverna do tesouro que eu vou fazer o mesmo!

Hoje estou animado!

AMO-TE MUITO H. Obrigado pelo favor que me fizeste hoje!

R.


O que me dizes?
Por: Ray, em 20.01.08 às 23:55link do post | adicionar aos favoritos

            20 De Janeiro de 2008.

 

Este foi sem duvida um domingo bizarro.

Essencialmente por três motivos.

Já há muito tempo que eu não trabalhava ao domingo. Não conto o bar que pouco tem a ver. Trouxe-me há memoria os meus dias em que trabalhava nas Caldas da Rainha. Muita gente na loja, a passear, mas muito poucas compras. Eu chamava-lhes as famílias felizes, os meus operadores apelidavam-nos de barrões. Os domingos neste ramo de comércio são tramados, estranhos. Não curto mesmo nada.

Outra coisa estranha, foi um olhar que um dos gajos lá da loja me mandou. Desde o primeiro dia que o vi, que o meu gaydar apitava. Nada assinalava de concreto. Apenas uma incerteza, um leve desconfiar. Mas hoje, foi diferente.

Quando entrei no balneário hoje, já lá estavam uma meia dúzia de gajos a trocar de roupa, entre os quais ele. Eu continuei o que ia fazer. Deixar o meu casaco, carteira e tabaco, mas ele fazia questão de estar a mudar de roupa virado de modo a eu o poder ver, sem desviar o olhar de mim. Quanto mais ele se esforçava mais eu o ignorava. Saí dali o mais depressa possível, evitando cruzar olhares com ele.

A meio da tarde de hoje, cruzamos nos nas escadas, e ele fixou mesmo o olhar em mim, e veio fumar um cigarro ao mesmo tempo que eu.

Felizmente havia mais gente na rua também a fumar e consegui vira-lhe as costas. Mas durante o dia, apercebi-me que ele estava varias vezes a olhar para mim.

Que merda é esta?

Mesmo que não tivesse o H. na minha vida, jamais iria arriscar alguma coisa com alguém no local de trabalho. Amanha vou estagiar para outro lado da loja. Quero distância deste tipo de merdas. Tenho o meu H. para tratar de mim. Lá por estar longe, tenho-o sempre no meu coração. E isto traz-me o terceiro motivo pelo qual este domingo foi estranho.

O meu H. ainda não confia plenamente me mim.

Vendo as coisas a frio, percebo em parte o porque!

Quem ler este blog, ficará com a ideia certa. Já fui um gajo que engatava e fodia a torto e a direito. Não perdia uma oportunidade. Mas tudo isso mudou.

O H. fez-me perceber muitas coisas. E o amor que me dá mudou-me. Não tenho falta nem saudades do tipo de vida que tinha. O encontrar o H. e a maneira que me envolvi e me dei, e o amor que tenho por este homem, preenchem-me como nunca nada antes o fez!

Mas hoje, o pessoal com quem estou aqui no hotel não quiseram jantar fora, e tive que ir sozinho. Mandei uma sms ao meu amor a dizer-lhe isso e que ia ao el corte inglês, que é mesmo aqui ao lado. De imediato na resposta que me mandou, me apercebi que ficara chateado, que não lhe agradava a ideia. Mas ainda assim eu precisava de comer algo. Mandou-me outra msg a dizer que sabia bem o que acontecia nesses centros comerciais. Entendi claramente o que estava a dizer. E mais importante percebi como e o que estava a sentir.

Mas por mais sms que lhe envia-se a tentar sossega-lo, não consegui. Quase de certeza que se passaram engates nos wcs. Sinceramente nunca me apercebi, talvez porque também nem sequer ando à procura disso, nem me interresa.

Quando cheguei à porta vi que estava fechado. Ainda bem, pensei para mim próprio, até porque já me estava a sentir culpado por fazer o H. sentir pouca confiança ao saber que eu ia lá. Mandei-lhe de imediato uma sms a dizer que estava fechado e que ia à churrasqueira a que fui ontem, para ver se ele ficava menos nervoso. Mas não resultou.

Em cada msg dele, conseguia sentir mais que um simples ciúme, sentia uma tristeza e magoa, não consegui jantar sossegado. Sabia que o meu amor não estava bem. Engoli dois pedaços de frango, meia dúzia de batatas, dei três goles na imperial e bazei. Só quando cheguei ao quarto é que fiquei mais calmo.

Não entendo o que o é que me falta fazer para ele confiar mais em mim.

Consigo entender o porque de ele agir e se sentir assim. Não lhe levo a mal. No meio desta desconfiança percebo o quanto ele me ama, e quanto ele me quer, e ainda mais importante o quão importante e sério este amor que temos é para ele.

Falta-me perceber e saber como é que lhe mostro que o que sinto por ele é de tal forma grande e intenso, que lhe sou fiel. Que o respeito, e o honro todos os dias a toda a hora.

AMO-O demais para arriscar a ficar sem ele só porque preciso de despejar os tomates!

Posso orgulhosamente dizer que sou fiel ao meu H. E isso é algo que vou manter!

R.


O que me dizes?
Por: Ray, em 19.01.08 às 22:41link do post | adicionar aos favoritos

19 de janeiro de 2008

 

 

Isto não está famoso.

Além da dor de dentes que me assola e atesana a vida, a formação nao nesta empresa é uma merda, e as saudades e a falta do H. estão a deixar-me de rastos!

Embora a dor já nao seja tão intensa nem frequente, a verdade é que ando a tomar analgesico de uma forma muito pouco saudavel, e muitas vezes fica complicado concentrar-me na formação e até fico sem paciencia para ouvir e estar com o pessoal aqui no hotel.

A formação nesta empresa anda a deixar-me frustrado.

Acho que está muito mal organizada e estruturada. Se não tivesse experiencia nesta area, estava bem fodido! Tenho que andar a tentar perceber o que me falta aprender, e andar a sempre a tentar fazer com que me deixem ver e me expliquem o que o que andam eles na loja e na area a fazer.

Noto que quem me devia dar formação e orientar-me, anda a anhar ainda mais que eu! Dá me a impressão que não nem ele proprio sabe para onde se virar nem o que me ensinar. Falta claramente um fio guia nesta formação. Por vezes fico mesmo desmotivado.

Mas o pior disto tudo, é mesmo as SAUDADES, e a FALTA que o H. me faz!

O meu amor criou um blog, que tenho lido atentamete,e de alguma forma tem complementado o que nas sms e chamadas que fazemos não conseguimos transmitir.

Ainda hoje, antes de escrever este post, fui lá ler.

Deixou-me o coração pequenino! Fiquei com olhos a chorar.

Ele tá a sofrer demais com esta ausencia e esta distancia. E ele não merece isso!

Eu estou a sofrer tambem. E muito.

Está a ser para mim um enorme sacrifício para mim estar aqui no porto.

Estou numa terra que me é estranha, de gente estranha, numa loja com colegas pouco amistosos, a tentar aprender e conhecer ferramentas de trabalho numa organização da qual pouco conheço, estou longe do meu amor, a viver num hotel em Gaia, longe de tudo o que me é familiar, e a fazer um enorme gasto de dinheiro, mas sei que vou tirar proveito destes sacrificios.

E o H.? Que ganha ele? NADA.

Sinto-me egoista!

Eu faço o sacrificio mas vou tirar proveito. Ele não. So tem o sacrificio.

O meu H. dá-me tanto. Coisas que já nem consigo mencionar nem aferir, e tenho pena de agora estar tão longe dele.

O meu maior receio é que este afastamento nosso, o leve a deixar-me.

Tenho medo de o perder. Muito.

Ele é tudo para mim. Estes dias sinto que me falta uma parte de mim.

Tenho mais medo de o perder, que propriamente que ele num momento de tesão dê uma quequa de engate.

Sinto-me muito bem ao saber que ele está disposto a fazer este sacrificio enorme, de não estar comigo, mas tambem se pode cansar de esperar.

Afinal, quer eu, quer ele, deixamos a vida de engates há pouco tempo. Tenho lhe sido fiel desde então e isso não vai mudar, nem sinto sinto falta desse tempo.

Encontrei no H. tudo o que procurava e tavez mais do que mereço receber de um companheiro para a vida.

Ainda não passou uma semana desde a última vez que o vi, e já o meu coração se sente só. Sinto a falta do coração dele a bater junto do meu quando no final de fazer-mos amor, nos abraçava-mos e em silencio ali ficavamos apenas a sentir a presença um do outro.

Este Homem é o amor da minha vida. Não o posso perder.

Este é o meu maior medo!

Não é o facto de estar com dor de dentes, não é o facto de estar em terra estranha, não é o facto de estar a começar um trabalho novo, não é o facto de não saber se vou conseguir aprender tudo o que preciso para abrir a loja, nem o facto de saber se estou à altura dos novos desafios que aceitei na minha carreira.

Tenho medo de perder quem eu mais amo.

AMOTI H.!!!!!

Meu A6!

R.


O que me dizes?
Por: Ray, em 17.01.08 às 19:41link do post | adicionar aos favoritos

17 de Janeiro de 2008

 

 

Aqui estou.

Assola-me uma dore de dentes daquelas, e uma saudade sem fim pelo meu H.

Estou em Gaia, desde a segunda-feira passada, para formação e estágio para o novo emprego que consegui.

O H. fazme falta. praticamente desde que nos conhecemos nao temos para de nos ver, quase todos os dias, e é duro tar sem ele, e saber que ele também está a sofrer por esta ausencia nao me anima, antes pelo contrário. consome!

Ja hoje me fez chorar, com o blog que ele criou há uns dias. Amo-o.

Nao posso deixar de assinalar um evento que me fez muito feliz e orgulhoso.

o H. ontem assumiu-se a uma amiga muito especial dele. Ele assumiu-se pela primeira vez a alguem do grupo de amigos dele.

Tou mesmo cheio de dores, por ora nao escrevo mais. vou descansar.

 AMO-TE H.

 

 


O que me dizes?
Por: Ray, em 17.01.08 às 19:28link do post | adicionar aos favoritos
---.....-----

Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
18

21
23
24
25

27
28
29
30
31


O que procuras?
 
Curiosos
Por aqui agora....
Fotos do blog
Na tua opinão:
Paradas Gay:
Sou contra.
Sou a favor.
Indiferente.
  
pollcode.com free polls
Quem por aqui andou:
eXTReMe Tracker
Blog Flux Directory
subscrever feeds