O meu nome é Ray,e sou gay. Este será um blog sobre “as coisas vulgares que há na vida”. Na minha vida! É um blog para maiores de 18 anos. Para todos aqueles que tem alguma curiosidade sobre a vida e pensamento gay.
O que me dizes?
Por: Ray, em 14.07.10 às 17:11link do post | adicionar aos favoritos

14 de Julho de 2010

 

Ainda meio abananado por tudo o que senti no domingo, na segunda-feira tive uma grande notícia e uma bela surpresa.

As custas do patrão estar de féria, tenho andando a trabalhar também nos meus dias de folga. Já passava da meia-noite quando o M. um dos antigos donos do bar entra porta a dentro.

Começamos a conversar, e já no final de duas mínis, a conversa começou a entrar num campo um pouco estranho.

Começou por falar que ele e a B. (a namorada) andavam preocupados comigo, que sabiam que algo se andava a passar, tudo isto apenas como somos amigos no facebook, tem andando a seguir o “estado” e as músicas que tenho publicadas por lá.

Confirmei que sim. Que não andava bem. Que tinha o coração partido. Ele começou a procurar palavras.... a gaguejar.... e eu a ver onde a conversa ia parar.

Sem mais rodeios, ele disse-me que sabia da minha verdadeira orientação sexual. E  mais, que não só ele e a namorada, mas todos o do grupo de amigos. E que não fazia qualquer diferença.

Fiquei desarmado. Embora nunca tenha escondido lá no bar, também nunca o assumi directamente. Foi bom sentir a amizade e o apoio dele.

Embora o bar fechasse ás 2 da manha, ficamos lá a conversar até as 4h.

Estava a precisar de desabafar. De falar. E para surpresa minha foi com quem menos esperava. Mas acho que assim é que se vêem os verdadeiros amigos.

Agora resta-me averiguar umas coisas. Como os meus actuais patrões e as babes fazem parte do tal grupo de amigos a que ele se referia, será que também já sabem? Sempre souberam? E se sim, porque nunca me disseram nada?

Mas pelo menos senti-me mais leve na segunda-feira.

E agora o H. já poderá saber algo que sempre tinha curiosidade. Por que razão quando ele estava no bar, o grupo o cumprimentava tão efusivamente. Faziam-no porque sabiam que ele era o meu namorado e queriam-no fazer sentir também parte do grupo.

Agora que já não tenho relação com ele, é que fico a saber uma coisa destas.

Enfim.... mais uma coisa que fico a perder!

R.


O que me dizes?
Por: Ray, em 14.07.10 às 16:41link do post | adicionar aos favoritos

13 de Julho de 2010

 

No domingo vim de novo quase todo o caminho do bar para casa a chorar. Não consegui evitar. Foi mais forte que eu. E tudo por causa de algo que descobri.

Da mesma forma que eu também já o fiz, o H. também já criou um perfil no gaydar...

Claro que tem todo o direito de o fazer. Assim como eu o fiz. Mas ainda assim me doeu. Imagino que da mesma forma lhe tenha custado a ele descobrir o meu perfil. Foi assim que vi que ele já estava lá. Ele visitou-me por assim dizer. Embora ele não tenha foto de cara, reconheceria aquele corpo em qualquer sítio. E se duvidas houvesse o fio que ele tinha foi comprado comigo.

A primeira reacção que tive foi a de susto, de culpa e vergonha. Por ter sido “apanhado”. Quase como se tivesse sido apanhado a trai-lo. O que não faz sentido. Afinal já não temos uma relação. Mas foi isso que senti. Depois instalou-se o desespero e o ciúme. Foi assim que me senti a noite toda. Acabando comigo a chorar desde o bar até que por fim adormeci.

 

“On my own” Les Miserables.

 

 

 

 

R.


Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


O que procuras?
 
Curiosos
Por aqui agora....
Fotos do blog
Na tua opinão:
Paradas Gay:
Sou contra.
Sou a favor.
Indiferente.
  
pollcode.com free polls
Quem por aqui andou:
eXTReMe Tracker
Blog Flux Directory
subscrever feeds