O meu nome é Ray,e sou gay. Este será um blog sobre “as coisas vulgares que há na vida”. Na minha vida! É um blog para maiores de 18 anos. Para todos aqueles que tem alguma curiosidade sobre a vida e pensamento gay.
O que me dizes?
Por: Ray, em 28.01.09 às 18:11link do post | adicionar aos favoritos

28 de Janeiro de 2009

 

Últimamente tenho andado a jantar umas sopinhas e umas sandoxas.

Como não tenho tido tempo nem vontade de andar a cozinhar, a caminho do bar compro umas daquelas sopas já feitas no Pingo doce, e claro o queijo e o paio, ou o fiambre de perú.

E depois das coisas que aprendi, peço sempre para cortar na hora o que quero levar. E por alguma razão assim que digo: “Corte-me 100gr de queijo e paio por favor” as tipas que estão a trás do balcão começam logo a bufar e a mostrar as reais trombas!

Não tenho a culpa de alguem ter decido que se tem que cortar 20kg de todas as coisas da charcutaria e que nós os clientes temos que levar daqueles produtos que estão ali sabe-se lá à quanto tempo....

Não compro nada que já esteja cortado. E se querem um conselho meu. Não o façam também!

E sem entrar em grandes promenores, refiro apenas que mamãe é cozinheira numa escola, e em todas as formações que tem sobre higiene alimentar, este assunto é sempre repetido, o N. um ex-namorado, é tecnico de saude e higiene alimentar, basicamente um daqueles senhores que fazem analíses a comida, e também ele sempre me disse para não o fazer. O V. o meu ex, que é chefe de frescos num hiper-mercado, também nunca o faz. E ele é chefe daquela secção!

            Mesmo sem estes conselhos, a mim já me fazia confusão ver aquilo ali cortado, sem estar embalado, sem etiqueta, sem prazo de validade.... e para quem não sabe, aquelas pacotes com queijo e fiambre e tudo mais, que os clientes pedem, e acabam por deixar nas prateleiras, voltam para a pilha na charcutaria. Independentemente do tempo que tiveram sem frio.

            Por isso prefiro levar com o mau feitio das tipas, a comprar algo que não sei bem porque ou como está ali cortado à minha espera!

            R.

 

Palavras-chave: ,

A... a 28 de Janeiro de 2009 às 20:14
Cá em casa também se faz o mesmo, a minha mãe trabalha num super...e já sabe como é que essas coisas são e as empregadas só têm que satisfazer a vontade do freguês...

Sei que não tem nada a ver mas obrigado pelo teu comentário no meu blog!

Abraço!

A... a 28 de Janeiro de 2009 às 20:16
E o fiambre de peru ou de frango ao fim de uns dias depois de cortado fica rançoso....

Ray a 29 de Janeiro de 2009 às 16:37
Yeap.
Nem mais!!!lol
E gostei da expressão "vontade do freguês".

Abraço.
R.

Pankas a 29 de Janeiro de 2009 às 09:52
A minha mãe também já foi chefe de frescos num Écomarchê e nunca as deixava cortar 20kgs de charcutaria... Só um kg de manha... E conforme os clientes iam pedido elas iam cortando mais... Nada de exageros...
Mas isso vai também da politica de cada organização, não nos podemos esquecer disso... Mas enfim... Cada um sabe o que aprende com as formações...
Enquanto a minha mae esteve a trabalhar como chefe nakele supermercado eu nunca pedi para me cortar no momento, pk confiava... Agora??? Peço sempre para cortar...

Beijinhos

Ray a 29 de Janeiro de 2009 às 16:42
Olá pankas.

Sim, concordo ctg, o problema é mesmo das organizações, quem trabalha na charcutaria apenas faz o que lhes pedem.

Se toda a gente fizesse como nós, os desperdicios que teriam seriam de tal forma grandes que eles parariam com isso.

E ter a mamae a trabalhar nos frescos era uma mais valia, agora tens que ser mais exigente.lol

Bjs.
R.

Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
13

18
19
24

25
27
30
31


O que procuras?
 
Curiosos
Por aqui agora....
Fotos do blog
Na tua opinão:
Paradas Gay:
Sou contra.
Sou a favor.
Indiferente.
  
pollcode.com free polls
Quem por aqui andou:
eXTReMe Tracker
Blog Flux Directory