O meu nome é Ray,e sou gay. Este será um blog sobre “as coisas vulgares que há na vida”. Na minha vida! É um blog para maiores de 18 anos. Para todos aqueles que tem alguma curiosidade sobre a vida e pensamento gay.
O que me dizes?
Por: Ray, em 14.07.10 às 17:11link do post | adicionar aos favoritos

14 de Julho de 2010

 

Ainda meio abananado por tudo o que senti no domingo, na segunda-feira tive uma grande notícia e uma bela surpresa.

As custas do patrão estar de féria, tenho andando a trabalhar também nos meus dias de folga. Já passava da meia-noite quando o M. um dos antigos donos do bar entra porta a dentro.

Começamos a conversar, e já no final de duas mínis, a conversa começou a entrar num campo um pouco estranho.

Começou por falar que ele e a B. (a namorada) andavam preocupados comigo, que sabiam que algo se andava a passar, tudo isto apenas como somos amigos no facebook, tem andando a seguir o “estado” e as músicas que tenho publicadas por lá.

Confirmei que sim. Que não andava bem. Que tinha o coração partido. Ele começou a procurar palavras.... a gaguejar.... e eu a ver onde a conversa ia parar.

Sem mais rodeios, ele disse-me que sabia da minha verdadeira orientação sexual. E  mais, que não só ele e a namorada, mas todos o do grupo de amigos. E que não fazia qualquer diferença.

Fiquei desarmado. Embora nunca tenha escondido lá no bar, também nunca o assumi directamente. Foi bom sentir a amizade e o apoio dele.

Embora o bar fechasse ás 2 da manha, ficamos lá a conversar até as 4h.

Estava a precisar de desabafar. De falar. E para surpresa minha foi com quem menos esperava. Mas acho que assim é que se vêem os verdadeiros amigos.

Agora resta-me averiguar umas coisas. Como os meus actuais patrões e as babes fazem parte do tal grupo de amigos a que ele se referia, será que também já sabem? Sempre souberam? E se sim, porque nunca me disseram nada?

Mas pelo menos senti-me mais leve na segunda-feira.

E agora o H. já poderá saber algo que sempre tinha curiosidade. Por que razão quando ele estava no bar, o grupo o cumprimentava tão efusivamente. Faziam-no porque sabiam que ele era o meu namorado e queriam-no fazer sentir também parte do grupo.

Agora que já não tenho relação com ele, é que fico a saber uma coisa destas.

Enfim.... mais uma coisa que fico a perder!

R.


O que me dizes?
Por: Ray, em 02.04.09 às 20:34link do post | adicionar aos favoritos

     1 de Abril de 2009

 

      A S. tinha que ir para os lados de Lx em trabalho e convidou-me para ir também. Não tanto para passear mas para ir ver se na Makro haveria razões e para começar-mos a ir lá às compras.

      Depois de fazermos parte da tarefa que a levava lá de manha, fomos almoçar ao Colombo.

      Da última vez que lá fui tinha começado as obras para renovar o espaço. E hoje já estava tudo feito. Gostei muito. Ficou muito melhor. E a criação de espaços para fumadores foi do meu agrado!

      Claro que estando lá elas não resitiram e ainda foram as compras. E comigo de atrelado. O que vale é que não podiam lá estar muito tempo. O trabalho chamava!

      A 2ª parte da tarefa dela levou-nos até Cascais. Mas foi tudo mesmo rápido e pouco tempo depois já estavamos na Makro a tomar nota de preços e bebidas que tinham. Ainda lá andamos mais de 2h.

      Quando caminhavamos para o carro, pensava que vinhamos directos para casa. Mas estava bem enganado. Elas não resistiram e como ainda faltava tempo para ter que ir abrir o bar, fomos para o Vasco da Gama! Tanto consumismo no mesmo dia!

      Estavamos nós na segunda circular, quando a S. que ía a conduzir se vira para trás e dispara a seguinte questão:

      “Voces os dois gostam de ir á praia?”

      Como percebi logo onde ela estava a chegar, e para não ser tão obvio, respondi que estava sozinho no banco de trás!

      “Isso eu sei. Estou a falar de ti e do H. Se gostam de praia?” foi a resposta dela.

      Depois de lhe responder, fiquei pensativo. Ela fez a questão de maneira que me pareceu que estava a tratar-me a mim e ao H. como casal.... cada vez tenho uma desconfiança maior que ela(s) já sabem.

      Ao contrário do Colombo, este shopping era só gajos bons por todo o lado. Era com cada um..... infelizmente não podia olhar para lavar as vistas. Tinha medo que elas podessem topar alguma coisa. Tinha que me contentar com os que estavam directamente a minha frente!

      Depois de isto tudo voamos para a cidade de origem. Chegamos 5m antes de ter que abrir a porta do bar. Mas ainda assim consegui. Com a ajuda delas claro!

      Foi complicado a noite. Estava cansado, muído e com muito, muito sono. Para ir para lx dormi menos de 3h. Foi duro!

            R.


O que me dizes?
Por: Ray, em 02.04.09 às 20:33link do post | adicionar aos favoritos

      31 de Março de 2009

 

      Quase à um mês fui jantar com o meu nino ao restaurante japonês aqui da cidade, e como sempre que lá vou gosto tanto, acabei por falar nisso ás babes lá do bar. Acontece que a S. também gosta muito de sushi e afins e apartir de então falava continuamente em irmos lá.

      Como a única que gosta é mesmo a S. tivemos primeiro que nos certificar que além de comida nipónica também havia comida portuga. Confirmamos e marcamos o jantar para hoje que estava de folga.

      Eu, o meu nino, a S.(patroa), a S. (amiga) e a F. Adorei e diverti-me imenso!!!

      Antes de irmos eu e o H. ainda estivemos algum tempo à conversa, para eu tentar digerir a situação do fim-de-semana passado. Na verdade não consegui totalmente, mas tempo virá e há que continuar.

      No restaurante foi uma festa. Eu o H. e a S. de volta do sushi e do sashimi e as outras meninas de volta de um bacalhau com broa e de um risotto de qualquer coisa.

      Ando encantado e a adorar sashimi. Especialmente de robalo! Comi quase todo o que veio. Aparentemente só eu é que gosto.

      Outra coisa que só mesmo eu é que gosto é de gengibre. Embora seja apenas para comer um pouco sempre que se muda de piteu e para limpar o palato, só mesmo eu é que comia. Adoro mesmo o sabor!

      A jantarada acabou já tarde. O meu nino não parava de abrir a boca e olhando para ele via mesmo que estava pedrado de sono! Já a caminho de casa, o H. ao tirar qualquer coisa do bolso acabou por tirar por arrasto a aliança que tinha tirado e esta caiu no chão e não parava de rolar. Ele acha que uma das babes viu.... espero que não. E que nenhuma delas sabe que somos namorados, e por isso o meu homem tira sempre o anel quando estamos com elas. Mas para ser sincero acho que já devem desconfiar.

      Foi uma noite muito bem passada. A comer, bem junto de amigos e do homem que amo.

      R.

 

Palavras-chave: , ,

O que me dizes?
Por: Ray, em 30.03.09 às 20:05link do post | adicionar aos favoritos

29 de Março de 2009

 

      Não sei como adjectivar o que sinto. Apenas sei que não é bem.

      Como estava a trabalhar este fim-de-semana, e o dinheiro anda escasso, o meu nino e eu decidimos que seria melhor ele não vir cá no sábado, e apenas vir no domingo. Achei muito bem!

      O almoço de sábado foi patrocinado pelo bar. Como a feira correu bem, os patrões decidiram pagar o almoço a todos os que tiveram envolvidos. Foi giro. Almoço no que para mim é o melhor restaurante da cidade. Comi mesmo muito bem. E a bem da verdade também bebi bem! Depois da comezaina, e como também não tinha nada para fazer decidi aceitar o convite da S. e da F. Para umas partidas de Uno.

      Decidimos ir para o bar, e achei engracado que a caminho ambar perguntam pelo H. e se ele vem cá, e que tem andado a fazer!

      A minha tarde passou-se a assim. Na jogatana e a trocar sms com o meu homem.

      O que me custou e me deixou mal foi mesmo a noite! Embora o meu nino me tenha dito que estava mal de dinheiro acabou por sair à noite com os amigos. Até aí nada de mal. Tomar um café e um copo também não leva ninguem à pobreza.

      Pouco antes de sair de casa, diz-me que uma antiga curte dele lhe mandou uma sms a perguntar onde fica o bar gay aqui da cidade, porque queriam vir cá e queriam que o H. e eu(?) também fossemos com ele.

      Não sei bem como correu a conversa depois, apenas sei que ele e o H. marcaram encontrarem-se para depois o meu nino explicar o caminha para cá. Pelas sms apercebi-me que o H. estava deserto para continuar na night e até para vir com o gajo e os amigos dele para a disco gay. Nem queria acreditar, mas era uma opção dele, e nada faria para o impedir.

      Lá chegou a hora de eles se encontrarem. Aparentemente vinha a tal antiga curte, o namorado, e umas amigas. Foram todos mais o meu H. para um bar numa cidade perto de onde vive o meu nino.

      Como a hora já ia avançada, acho que decidiram não vir para este bar aqui, mas sim para um outro em T.N. Bar esse que o meu nino não gosta e por isso não ir lá. Acho que ficou desiludido por isso.

      As coisas no meu bar apertaram. Já não tinha tanto tempo para mandar sms, mas custava-me saber que o meu H. estava na noite com uma antiga curte dele e sem mim.

      Como tudo tem um fim, a noite do meu H. acabou. Lá foi ele para casa, e eu já nas limpezas do bar.

      Acabei a noite mesmo triste. Não só ele saiu com uma ex-curte dele, como ainda considerou ir para uma disco gay com eles e sem mim!

      Mas o que me deixa mesmo mal, é o facto de que o H. enquanto não me fez cortar relações com todas as minhas antigas curtes, pessoal que tinha como amigo e até gostava de manter contacto, não descansou! Mas no entanto ele não só mantem contacto com antigas curtes dele, como até sai à noite com eles.

      Não sei o que pensar ou sentir!

   R.

 


O que me dizes?
Por: Ray, em 18.02.09 às 18:35link do post | adicionar aos favoritos

18 de Fevereiro de 2009

 

Este veio via PANKAS.

Esta leitora estraga-me com miminhos!

Obrigado. Mesmo.

 

 

 

 

                       

 

 

 

 

 

Gostaria de passar este mimo a todos os que lem o meu blog, e em particular a todos os blogues que tenho na minha lista alí do lado direito, nos blogues em que me perco.

Obrigado a todos por se darem ao trabalho de manter um blogue!

R.

 

Palavras-chave: , ,

O que me dizes?
Por: Ray, em 20.01.09 às 04:57link do post | adicionar aos favoritos

             19 de Janeiro de 2009

 

            Mais um fim-de-semana que acabou.

            Este foi tipo montanha russa. O sábado uma bosta e um domingo fantástico.

            No sábado o H. resolveu fazer uma coisa que para mim só tem um nome: Birra!

            No final de sair da esplanada dele, disse-me que ia tomar banho por-se todo pipi para vir tomar um copo aqui no bar. Tentei-lhe fazer ver que não valia a pena. Iria fazer montes de km, gastar dinheiro em gasoleo e portagens, para beber um café e uma cola, e passado pouco tempo voltar para casa. Conhecendo-o como conheço, sabia bem que ia ficar lá num canto e nem falavamos como dever ser, nem ele se divertia nada.

Foi o pior que fiz! Amuou. Desde que lhe disse aquilo, nem sem bem que objectivo poderei dar as sms e conversas que tivemos. Dizia que havia algo no bar que eu não queria que ele soubesse, que nunca queria que ele viesse cá, que não o queria ver....etc. E por mais que lhe disse-se que não, e que lhe disse-se para ir beber um copo por perto dele, dizia que não. Que já não tinha vontade de nada, que ia ficar em casa. Felizmente mudou de ideias e sempre foi beber um descafeinado e encontrou uma amiga e sempre se acalmou e distraiu um pouco.

            Ainda bem que não veio. A noite foi muito trabalhosa, não teria tempo nenhum para ele, e nenhuma das pessoas que ele conhece da passagem de ano lá apareceu!

            No domingo como estava a chover, não foi trabalhar, e veio ter comigo. Por coincidencia a dona da casa onde se fez a passagem de ano convidou-nos para ir lá lanchar para acabar-mos com alguma da comida que tinha sobrado na passagem de ano e estava congelada.

            Claro que queriamos ir. Fiquei mesmo muito contente porque ela também queria que o H. fosse. Foi mesmo ela a insistir para eu o convidar.

            Como seria só no final da tarde, tivemos tempo para dar uma voltinha e namorar-mos um pouco.

            Depois de alguns desencontros, acabamos à porta do prédio dela, à espera que ela também chegasse. E aconteçeu algo que não estava nada à espera.

            Enquanto conversava-mos na rua, aproximei-me dele já nem sei bem porque e ele espeta-me um beijo na boca. Ok. Era de noite e provavelmente ninguem viu. Mas gostei mesmo muito deste beijo. Assim do nada, no meio da rua, ele deu-me um beijão!

            Depois de enfardar-mos alguns kilos de camarão, muito pão, tostas, paté e queijos, foi altura de jogar uno. Adoro este jogo. E em especial a maneira que o jogamos. Já temos as nossas próprias regras.

            Como tudo o que é bom depressa acaba, era altura de ir para o bar bulir. Mesmo que o J. me tenha dito que ele iria abrir o bar e que poderia estar mais tempo com o pessoal, não é bom exagerar, certo!

            Adorei este dia. Ter estado com o meu nino foi fantástico. Senti-me mesmo muito, muito bem e feliz!.

            R.

 


O que me dizes?
Por: Ray, em 16.01.09 às 16:25link do post | adicionar aos favoritos

            16 de Janeiro de 2009

 

            Hoje até acordei mais cedo do que é costume, e fiz uma coisa que já não fazia há muito tempo: Almoçar!

            A S. ex-colega do último sitio em que trabalhei, comvidou-me à uns dias para ir almoçar e por a conversa em dia! Estava-lhe a apetecer ir ao chinês e não havia ninguem que fosse com ela. E como eu adoro comida chinêsa, aceitei logo.

            Mal tinha entrado no carro e ainda nem tinha posto o cinto de segurança já tavamos no corte e costura. Pareçemos 2 comadres eheh!

            Já não nos encontravamos para falar há muito, muito tempo. E as novidades eram mais que muitas.

            Curiosamente fez agora um ano que nos conhecemos, quando fomos ambos para formação e estágio no Porto. E rápidamente ganhamos grande empatia.

            Anyway, uma das grandes novidades (digo mesmo a grande novidade), o gerente que há uns meses me dispensou, foi ele mesmo despedido. Karma é lixado, não é??!!

            Não desejo nada de mal ao senhor, mas é engraçado as voltas que a vida dá!

            Infelizmente ela só tinha uma hora e pouco para o almoço. Ainda ficou muito por cuscar. Temos que fazer isto mais vezes.

            Agora, tristes foram as noticias que recebi ontem. O casal amigo meu. E quando digo amigos, sao amigos! Daqueles que embora agora não nos vimos muitas vezes, quando nos encontramos parece que foi ontem a última vez que tivemos juntos, separam-se!

            Fiquei sem saber o que dizer. Conheco a C. e o M. ha muito tempo. E sou amigo deles individualmente, ou seja, já eramos amigos, mesmo antes de eles juntarem os trapinhos. E custa-me saber que acabaram a relação. Já com um filho pelo meio....

            Mas enfim. A vida é mesmo assim! Mas fico triste.

            Um dia deste faço aqui um post sobre eles. Temos história e aventuras juntos que quase dão para um blog.

            R.

 

Palavras-chave: , ,

O que me dizes?
Por: Ray, em 05.01.09 às 04:38link do post | adicionar aos favoritos

1 de Janeiro de 2009

 

É sempre tão bom acordar juntinho ao meu homem.

Embora o acordar foi bastante ressacado, já passava das 14 quando nos levantamos, tomamos banho juntinhos e fomos para o café. Estavamos mesmo a precisar da cafeína.

Como havia sobrado muita, muita, muita comida ontem, fomos convidados a voltar, no final da tarde para ajudar a comer tudo aquilo.

Tomamos café e seguimos para casa da festa.

Quando chegamos ainda não havia lá ninguem. Fomos à procura de um café para reforçar a dose bebida antes.

Quando voltamos, elas tinham acabado de chegar. Estacionamos e fomos para a segunda parte da engorda.

Passado uns minutos já lá estava o grupo todo de novo. Começamos a enfardar e a jogar Uno.

Tivemos que explicar as regras ao H. e a outro casal que também não sabia, mas posto isto, divertimo-nos á brava.

Foi bom ver o meu homem muito mais à vontade, e a divertir-se com os meus amigos.

Jogamos, comemos e bebemos (muita cola) durante horas, até que foi altura de vir para casa de novo. Ainda fomos ao bar beber um descafeinado ao baar e caminha com os nossos corpinhos.

Ficamos a conversar, jogar travian e a ver tv um bom bocado, até que deu a fome ao meu nino. Levantamo-nos e fomos para a cozinha fazer ovos mechidos com salsichas. Já passava das 3 da manha quando nos sentamos na cama a comer. Acho que foi a primeira vez que fiz isso.

Acabamos por adormecer. Não fizemos amor. Por varias vezes o H. evitou os meus avanços. Deve ser do cansaço. Mas estranhei.

R.

 

Palavras-chave: , , , ,

Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


O que procuras?
 
Curiosos
Por aqui agora....
Fotos do blog
Na tua opinão:
Paradas Gay:
Sou contra.
Sou a favor.
Indiferente.
  
pollcode.com free polls
Quem por aqui andou:
eXTReMe Tracker
Blog Flux Directory
subscrever feeds