O meu nome é Ray,e sou gay. Este será um blog sobre “as coisas vulgares que há na vida”. Na minha vida! É um blog para maiores de 18 anos. Para todos aqueles que tem alguma curiosidade sobre a vida e pensamento gay.
O que me dizes?
Por: Ray, em 21.07.10 às 16:57link do post | adicionar aos favoritos

18 De Julho de 2010

Fim de um fim-de-semana de bebedeira.

Desde quinta-feira que foi um desatino. Todos os dias uma!

Na quinta-feira por brincadeira no final da noite lá no bar, a patroa e eu decidimos ir para a discoteca cá do sítio. Como era a última noite académica, decidimos ir ver e desanuviar as ideias. Eram só putos que por lá estavam... Metemo-nos nas mínis e foi o que foi. Cheguei a casa já muito depois das 5 da manha e já a cambalear.

Na sexta-feira a culpa foi de um grupo que foi lá ao bar. Começaram a beber shots. Mas só bebiam se bebesse também... para não dar parte fraca, lá bebia também. Para o final o meu já era quase só sumo.... tinha que continuar a trabalhar.... mas ainda assim já cheguei alcoolicamente bem disposto a casa.

No sábado, o que começou por ser uma noite muito calma, acabou comigo a quase desesperar por um pouco de paz e tempo para fumar um cigarro.

Como o calor era muito atrás do balcão ia bebendo umas mínis.... e mais umas.... e ainda mais umas.... e como a maior parte estavam a ser pagas por clientes, muitos dos quais fazem parte do tal grupo que secretamente sabem  que sou gay, deixei-me ir na onda. Para acabar a noite em grande, mais uma vez eu a patroa fomos para a discoteca. Desta vez uma a que não costumamos ir, por passar maioritariamente musica latina.... foi mais uma vez o descalabro....

Felizmente em nenhum dos dias fiquei com ressaca. E sempre deu para esquecer um pouco a tristeza que trago comigo desde que o o H. acabou.

Mascarada mas não esquecida essa dor!

R.

 


O que me dizes?
Por: Ray, em 23.03.09 às 17:53link do post | adicionar aos favoritos

23 de Março de 2009

 

Foi caótico, intenso e com altos e baixos!

O meu nino veio na sexta-feira, preparado para passar duas noites comigo. Ainda nem sei bem como. Os putos estavam em casa, mas ainda assim ele decidiu ficar. Ainda bem. Foi mesmo bom. Aliás dois fins-de-semana de seguinda com o meu amor. Espero que se continuem a repetir!

Quando chegou o meu nino foi ter comigo à feira, e ainda andava eu de volta das decorações e arrumos. Ficamos por lá um pouco e fomos mais a S. jantar ao macds. É giro o pessoal amigo lá do bar já ter acolhido o H. como amigo em tão pouco tempo. Depois disto eu fui para abrir o bar, e o meu nino para a feira onde estava o meu mano a trabalhar, e sem perceber bem porque ficamos os dois sozinhos, um cada lado da cidade. Mas enfim.... a meio da noite veio ter comigo ao bar, e juntamente com a S. ficamos a jogar uno, que moviemto no bar foi mesmo muito pouco. O pessoal foi todo para a feira.

Fechamos o bar e fomos a correr para a feira. Ainda nos divertimos esta noite.

No sábado acordamos nas calmas, despachamos tudo e fomos para a rua. Depois

de um pequeno-almoço já tomado depois da hora do almoço, fomos ver como estavam as coisas na feira. Mal tinhamos chegado e já o meu mano estava a fazer-nos umas caipirinhas de banana! A nova bebida do bar, e que eu adoro! Depois disto fomos passear na cidade. Sabe tão bem andar de um lado para o outro, sem destino nem direcção, com o homem que eu amo!

      Depois de jantar o meu nino acompanhar-me até ao bar. Pensei que ia ficar. Mas enganei-me. Mais uma vez preferiu ir para a feira sózinho, ficar a falar com o meu mano, ou mesmo sem companhia do que estar comigo, que também estava sozinho visto com a feira haver muito pouco para fazer no bar, e isto ainda não entendo. Mas enfim.

      Passado umas horas, lá veio para o bar, e por esta altura já lá estavam as babes. Ficamos de novo a jogar uno, e o meu nino a emborcar umas imperiais. Ele já me tinha dito que queria apanhar uma real besana! E prometeu e compriu. Depois de muitas imperiais no bar, logo que fechamos e chegamos à feira, já ele estava com um copo de safari na mão e eu com uma caipirinha de banana.

      Perdi a conta a quantos safaris bebeu o meu nino. Eu fiquei-me por 3. Já no final de tudo fechado e limpo o meu nino já estava com uma cadelona que até abanava! Mas estava muito bem disposto.

      Mesmo contrariado ainda fui para a pseudo-discoteca cá do burgo. Não gosto mesmo nada daquele espaço, mas como todos queriam ir, também fui. Com o tempo a passar o alcool começou a pesar no meu nino. Ele bebado é mesmo engraçado. Comico mesmo!!!

      Nem 2 horas lá estivemos. Já estava cansado, e decidimos vir. O meu nino já estava a precisar de cama.

     Pelo que me disse no domingo nem se lembra de sair da disco nem do caminho para casa. Nunca o tinha visto assim. Mas mesmo bebado o meu nino é encantador!

      Depois de nos enfiar na cama, e como estava cheio de tesão começei a dar uns carinhos ao meu nino, e as coisas aqueceram, e pouco tempo depois já os nossos corpos se uniram e estava eu dentro do meu amor.

      O domingo não tem muito que se conte. Ressaca do H.!!

      Mesmo com altos e baixos, adorei estes dias. Agora que ele deixou a esplanada espero que estes dias juntos, mesmo que ao contrário de este fim-de-semana, não tenhamos planos nem nada para fazer, se repetitam muitas vezes. Amo-o muito.

      R.

 


O que me dizes?
Por: Ray, em 11.09.07 às 18:03link do post | adicionar aos favoritos

8 de Setembro de 2007 – in vino veritas.

 

            Apanhei um bela tosga ontem a noite. Hoje ando de ressaca! Nem o café nem ter visto o N. da pastelaria me tirou desta letargia.

            Ontem com tanto alcool, acho que no meio da conversa com o J.P. me assumi! Que se foda! É sempre assim, bebo a mais e a boca não para calada sobre coisas que devia ser mais contida...

            Já para me assuir, primeiro à minha cunhada e depois ao meu irmão, também foi preciso uns bons copos de gin|cola para sair toda a verdade pela boca fora. Nem sequer tinha planeado nem quando, nem como, apenas tinha a certeza que o tinha que fazer o quanto antes; afinal o meu irmão estava a ficar na minha casa, e tinha acesso ao pc, e embora todo o material porno tivesse bem escondido numa sub-pasta do windows, seria apenas uma questão de tempo até o meu segredo ser descoberto.

            E assim foi, bêbado que nem um caixo, enchi-me de coragem, e enconstado ao balcão da discoteca onde o meu irmão tava a servir copos, contei a minha cunhada. Surpresa fez-me ela ao dizer-me que já sabiam, o meu irmão havia visto uma foto que eu me esquecera de esconder(!). quando chegamos a casa, já no dia seguinte, o meu irmão perguntou-me se não tinha nada que lhe dizer. De facto foi ele que começou a conversa.  Abri a boca apenas para lhe confirmar aquilo que ele, primeiro desconfiava e depois soube! Aceitaram-me na boa!

            Ao grupo de amigos que tenho aqui na cidade, foi muito na mesma forma que lhes contei, uns copos, e já está! Houve uma noite, que até a uns amigos dos amigos que acabára de conhecer, contei! O mais engraçado é muitos não acreditam, pensam que estou a brincar e acabam por ir confirmar com a minha cunhada ou com o meu irmão! Acho que isso abona a meu favor. Não tenho tiques, nem outras atitudes que me denunciem, e por isso acho que ajuda também a ser melhor aceite a quem conto.

            O facto de já ter saído do armário, tem-me ajudado a ser mais eu, e não ter que andar sempre de máscara, ou ter que ir sozinho para os programas que fazemos como amigos. Já levo companhia do meu sindicato. Aliás muitos do meu gang, conheceram o N. uma das paixonetas que tive, aos quais ele se assumiu pelas primeiras vezes também.

Ainda me ríu ao lembrar o nervosismo do N. no dia, em que sem ser planeado, acabou por conhecer o meu irmão. Agiu da mesma forma que eu quando pela primeira vez fui apresentado como namorado do V. a un casal hetro amigo dele, foi assim também na segunda e terceira vez..... até que perceber que quem estava a ter preconceitos era eu. Tinha receio que me iam tratar e olhar de maneira estranha só por saber dos meus gostos.

 Mas estava bem enganado. Não senti que me tratassem diferente. Sempre me fizeram sentir muito à vontade.

Acho que não é necessário andar por aí com um rótulo na testa a dizer que sou gay, mas ainda bem que já tenho a coragem para dizer, a quem mereça a minha confiança, quem é o verdadeiro R.

Cheguei a um ponto que, se confrontado com a pergunta, a minha resposta vai ser a verdade.

R.

Palavras-chave: ,

Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


O que procuras?
 
Curiosos
Por aqui agora....
Fotos do blog
Na tua opinão:
Paradas Gay:
Sou contra.
Sou a favor.
Indiferente.
  
pollcode.com free polls
Quem por aqui andou:
eXTReMe Tracker
Blog Flux Directory