O meu nome é Ray,e sou gay. Este será um blog sobre “as coisas vulgares que há na vida”. Na minha vida! É um blog para maiores de 18 anos. Para todos aqueles que tem alguma curiosidade sobre a vida e pensamento gay.
O que me dizes?
Por: Ray, em 14.07.10 às 16:41link do post | adicionar aos favoritos

13 de Julho de 2010

 

No domingo vim de novo quase todo o caminho do bar para casa a chorar. Não consegui evitar. Foi mais forte que eu. E tudo por causa de algo que descobri.

Da mesma forma que eu também já o fiz, o H. também já criou um perfil no gaydar...

Claro que tem todo o direito de o fazer. Assim como eu o fiz. Mas ainda assim me doeu. Imagino que da mesma forma lhe tenha custado a ele descobrir o meu perfil. Foi assim que vi que ele já estava lá. Ele visitou-me por assim dizer. Embora ele não tenha foto de cara, reconheceria aquele corpo em qualquer sítio. E se duvidas houvesse o fio que ele tinha foi comprado comigo.

A primeira reacção que tive foi a de susto, de culpa e vergonha. Por ter sido “apanhado”. Quase como se tivesse sido apanhado a trai-lo. O que não faz sentido. Afinal já não temos uma relação. Mas foi isso que senti. Depois instalou-se o desespero e o ciúme. Foi assim que me senti a noite toda. Acabando comigo a chorar desde o bar até que por fim adormeci.

 

“On my own” Les Miserables.

 

 

 

 

R.


O que me dizes?
Por: Ray, em 18.06.08 às 23:50link do post | adicionar aos favoritos

18 de Junho de 2008

 

Dia de merda.

Aliás 24h de merda.

O H. ontem lembrou-se de fazer uma pergunta daquelas!

Sei que não teve intenção de me magoar.

Mas o que é certo é que o fez!

Sinto-me magoado, frustrado, triste, confuso e outros tantos sentimentos e adjectivos nada bons ou positivos.

Foda-se! A pergunta até é de sumenos importancia, agora tudo o que lhe é adjacente e os sentimentos e linha de pensamento que a trouxe a baila é que me fodem e me deixam neste estado!

Quando chegou a casa ontem o H. disse-me que ia descansar. OK. achei bem. Merecia! Mas para aí meia hora depois de me dizer isto, começa a mandar sms e logo percebi que algo se passava. Algo estava errado! Sempre que lhe perguntava o que se passava me dizia que nada. E eu a saber que algo não estava certo.

Passou o resto do tempo em que tava em casa com o mesmo tipo de linguagem nas sms. Curtas e grossas. Deixei andar mas já me tava a passar.

Pouco tempo depois de ele chegar a esplanada e antes de eu sair para ir comprar algo para o jantar, fui ver o meu perfil no HI5, e vi que ele tinha estado no perfil dele e  nada me comentou. Nem é por ele lá ter ido. O perfil é dele, pode lá ir quando bem entender, o que me deixou mal, foi o facto de que enquanto trocamos sms com ele em casa, ele sempre que lhe perguntava, ou estava a ver tv, ou tinha ido ao wc ou tava a cortar as unhas ou a jantar.  Nunca me disse que estava na net. Até podiamos ter teclado um pouco no msn, mas enfim.

Perguntei-lhe directamente e ele lá admitiu que sim, mas foi lá só um minuto.

Tudo bem, pelo menos pensei eu.

Ainda trocamos sms mais um pouco, e ele sempre no corte de conversa.

Até que, pouco depois de eu ter chegado a casa para jantar, me sai com a pergunta que parafraseo agora: se considerava o L. amigo para o ter no HI5.

Apenas lhe perguntei porque. Pelo que consegui entender ele não acha normal, ainda ter o contacto dele. Nem no telemovel, nem no msn e muito menos no HI5.

Percebi, ou melhor confirmei o que já sei há muito tempo, o H. é imcapaz de confiar em mim.

Não foi a pergunta que me fodeu, foi tudo o resto.

Há quanto tempo andava ele com isto na cabeça?

Ele até já sabia que o L estava no meu Hi5. Até já lhe tinha dito e explicado como é que tinha acontecido.

Ele sabe que eu o amo, mas ainda não consegue aceitar tudo o que isso representa.

Sou-lhe fiel. Já fiz essas escolha há mais de oito meses! E o facto de ele ainda não ter compreendido isso está a tirar-me do sério.

Perdi a fome. Perdi o sono, e ganhei uma dor de cabeca que perdura até hoje.

A merda do croissant misto ainda está aqui. Deitei-o fora quase agora.

Sinto-me frustrado.

Frustrado por ser incapaz de transmitir à pessoa que mais amo, esse mesmo amor.

Frustrado por não lhe conseguir transmitir fidelidade. Mas como é que isso se faz????????????????

Tenho andado triste. Começo a pensar que todo o esforço que fiz para não ceder a tentação, todo o que em mim mudei, todos os habitos antigos de foder e andar que consegui acabar, tenham sido em vão. Que na cabeça do H. eu continuo o mesmo ser promiscuo e degradante que outrora fui.Mas que com a força e amor do H. já não sou!

Começo a ver que sou incapaz de o fazer feliz.

Incapaz de lhe dar o que ele merece.

Foda-se! Sou um merdas.

R.

Palavras-chave: , ,

Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


O que procuras?
 
Curiosos
Por aqui agora....
Fotos do blog
Na tua opinão:
Paradas Gay:
Sou contra.
Sou a favor.
Indiferente.
  
pollcode.com free polls
Quem por aqui andou:
eXTReMe Tracker
Blog Flux Directory
subscrever feeds