O meu nome é Ray,e sou gay. Este será um blog sobre “as coisas vulgares que há na vida”. Na minha vida! É um blog para maiores de 18 anos. Para todos aqueles que tem alguma curiosidade sobre a vida e pensamento gay.
O que me dizes?
Por: Ray, em 21.07.10 às 16:59link do post | adicionar aos favoritos

20 De Julho de 2010

 

Ontem senti de novo toda a dor, solidão e desamparo em que estou desde que o meu namoro acabou.

Estava de folga e decidi ir dar uma volta a cidade para arejar. Aproveitei e cortei o cabelo. E depois foi o pior do dia.

Saldos. Por todo o lado saldos.... e eu sem o H. para ir-mos ás compras.

Preciso mesmo de comprar alguma roupa. Calças, t-shirts e pólos. Nada de mais é certo. Mas era com o H. que contava para me ajudar sempre. Como sou daltónico e o meu gosto é muito discutível era e foi sempre o H. que me ajudava a escolher. Adorava ir com ele. Mesmo que nada comprasse para mim, ver e sentir a alegria e a energia dele quando andávamos de loja em loja, de compra em compra era para mim um mundo.

Já nem falo tanto em sair daqui onde só há meia dúzia de lojas que valham a pena e ir a lx ou outro qualquer sítio, isso como não tenho carro está completamente fora de questão. Mas o que me entristeceu foi mesmo a falta da ajuda dele.

Nunca saberei se ele tem a consciência da falta que me faz, mesmo nas coisas mais banais da minha vida. De tudo o que ele era para mim. De tudo o que fez por mim.

Uma das muitas coisas que ele fez foi isso mesmo. Ensinou-me a vestir-me melhor. A sentir-me bem comigo mesmo e com a roupa que visto. Pode parecer vaidade e futilidade, mas a verdade é que isso aumentou e muito a minha auto-estima.

Amo-o muito ainda. E acho que para sempre. Com o tempo vou aceitando que nunca mais será meu.

Mas hoje senti-me sozinho. Demasiadamente só!

R.


O que me dizes?
Por: Ray, em 15.04.09 às 20:33link do post | adicionar aos favoritos

      9 de Abril de 2009

 

      Os dias quando estou com o meu nino pareçe que passam mais depressa, que o dia tem menos horas.

      Os dois dias passados nem dei pelo fim deles. Certo que todos eles dormimos até bem tarde. As noites do bar tem tido muito movimento, mas com a companhia do meu nino lá até parece que o tempo voa.

      Na segunda-feira tinhamos falado em irmos ainda esta semana ao Campera, mas como andamos a preguiçar estes dias, só hoje, no último dia juntos é que realmente lá fomos.

      Acordamos cedo, e para pequeno almoço fizemos panquecas. Descobrimos no Jumbo um preparado ao qual só é necessário acrescentar leite. Fiz uma calda de morangos frescos para acompanhar e estavam mesmo muito boas. Eu pelo menos gostei. Depois do banho a dois, rápidamente estavamos no café e enfiamo-nos no carro com direcção ao Carregado.

      Como sempre nas nossas idas pela A1 tivemos que parar na area de serviço de Aveiras. Apenas pelo gozo de ver quem por ali anda no engate. Acabamos por não ver ninguem, mas acho engraçado. O meu nino está sempre a dizer que não gosta, mas até é ele o primeiro a correr para lá, e no final de mijar-mos e de estarmos prontos para ir embora, se algum gajo bom entra no wc, ele tem que lá voltar só para ver.

      No Campera acabei por não comprar nada. Ando mesmo a precisar de comprar calças de ganga, mas ainda não foi desta. As que gostava eram demasiadamente caras para o meu orçamento, as mais baratas não tinham ponta por onde pegar. Enfim.... o custume. O H. é que não tem problemas desses. Acabou por comprar roupa.

      A caminho de casa, ainda tivemos que parar na area de serviço novamente, e novamente não se viu nada de nada.

      Depois do jantar, cada qual foi para o seu lado. O meu nino tinha que ir para casa, tratar do gado (é assim que chamo ás suas cadelas) porque os pais não iam lá estar e eu fui para o bar.

      Foram uns dias absolutamente fantásticos. Acho que pelo que já vivemos e pelo tempo que já passamos juntos, dá para ver que podemos viver juntos. Somos feitos um para o outro.

      R.

 

Palavras-chave: , , , ,

O que me dizes?
Por: Ray, em 12.02.09 às 18:26link do post | adicionar aos favoritos

12 de Fevereiro de 2009

 

Acabei de chegar a casa vindo de uma ronda ás lojas!

Fartei-me de andar, entrar e sair de lojas, tentar perceber de que cor são as camisas, ainda tenho comichão no nariz de tanto cheirar perfumes, e com tudo isto não consegui encontrar uma prenda para ofereçer ao meu nino no dia dos namorados.

Estou mesmo muito frustrado. Que merda!

Assim, resolvi cortar o mal pela raiz! Este ano não há prendas de S.Valentim para ninguem. Eu não lhe consigo dar nada, e por isso também não vou receber nada dele. Sei que o meu H. já escolheu algo, mais ainda não comprou. Assim é muito mais facil! Prontos!

Mas estou frustrado com isto tudo!

R.

 


O que me dizes?
Por: Ray, em 28.01.09 às 18:11link do post | adicionar aos favoritos

28 de Janeiro de 2009

 

Últimamente tenho andado a jantar umas sopinhas e umas sandoxas.

Como não tenho tido tempo nem vontade de andar a cozinhar, a caminho do bar compro umas daquelas sopas já feitas no Pingo doce, e claro o queijo e o paio, ou o fiambre de perú.

E depois das coisas que aprendi, peço sempre para cortar na hora o que quero levar. E por alguma razão assim que digo: “Corte-me 100gr de queijo e paio por favor” as tipas que estão a trás do balcão começam logo a bufar e a mostrar as reais trombas!

Não tenho a culpa de alguem ter decido que se tem que cortar 20kg de todas as coisas da charcutaria e que nós os clientes temos que levar daqueles produtos que estão ali sabe-se lá à quanto tempo....

Não compro nada que já esteja cortado. E se querem um conselho meu. Não o façam também!

E sem entrar em grandes promenores, refiro apenas que mamãe é cozinheira numa escola, e em todas as formações que tem sobre higiene alimentar, este assunto é sempre repetido, o N. um ex-namorado, é tecnico de saude e higiene alimentar, basicamente um daqueles senhores que fazem analíses a comida, e também ele sempre me disse para não o fazer. O V. o meu ex, que é chefe de frescos num hiper-mercado, também nunca o faz. E ele é chefe daquela secção!

            Mesmo sem estes conselhos, a mim já me fazia confusão ver aquilo ali cortado, sem estar embalado, sem etiqueta, sem prazo de validade.... e para quem não sabe, aquelas pacotes com queijo e fiambre e tudo mais, que os clientes pedem, e acabam por deixar nas prateleiras, voltam para a pilha na charcutaria. Independentemente do tempo que tiveram sem frio.

            Por isso prefiro levar com o mau feitio das tipas, a comprar algo que não sei bem porque ou como está ali cortado à minha espera!

            R.

 

Palavras-chave: ,

O que me dizes?
Por: Ray, em 15.01.09 às 18:39link do post | adicionar aos favoritos

            15 de Janeiro de 2009

 

            Ao que isto chegou.

            Deixei-me desleixar esta semana. Não me tem apetecido lavar roupa. Como tenho mesmo muita, fui deixando andar...andar....adiar....adiar, até que depois do banho, quando fui para me vestir, vi que não tinha mais roupa interior. Nada. Nem boxers, nem shorts, nem sequer os slips das emergencias.

            Vesti-me mesmo assim, da maneira que eu gosto de andar no verão. Sem nada por baixo das calças. Tudo à solta.

            Entretando o meu nino chegou.

            Já não nos viamos desde sexta-feira. Estava mesmo com saudades. Soube-me mesmo bem beija-lo! Sentir aquela boca. Dos beijos para as caricias foi um saltinho, e em pouco tempo já o meu nino estava com a sua boca no meu pau. Foi delicioso. Estava mesmo, mesmo a precisar. Aliviar-me só à mão já não era suficiente.

            Depois de haver leite por todo o lado, decidimos sair.

            Fomos jantar ao shopping. Aproveitei e fui comprar uns boxers. Por mais que goste de andar sem eles, com este frio não é nada agradavel. Fica tudo encolhido.

            Quando cheguei ao bar, tinha que os vestir antes de chegar alguem. Entrei, acendi as luzes, e mesmo antes de preparar tudo para abrir a porta, despi as calças. Foi estranho. Estar no bar com o pau ali à mostra. No fundo, até já tinha fantasiado com este momento, mas na minha fantasia estava a despir-me para ter alguma acção. Vesti os boxers rapidamente porque o pau já estava a ficar teso por estar a pensar nisso.

            Ontem a noite já teve o movimento habitual. Felizmente. Já começava a ficar preocupado com a calmaria que andava esta semana.

            Hoje está frio e de chuva. E não vou ter boleia para casa. Raios.

            R.

 

Palavras-chave: , , , , ,

O que me dizes?
Por: Ray, em 10.01.09 às 18:04link do post | adicionar aos favoritos

9 de Janeiro de 2009

 

Ontem não aguentei. Quando saí de casa o frio já era tanto que quando passei em frente do shopping aqui da cidade, entrei e tive mesmo que comprar um caxecol. Aquele que há uns dias havia visto na springfield. E ainda bem o que o fiz. Quando as 2 e tal da manha me pus ao caminho de casa vindo do bar, soube-me mesmo bem. O frio era tanto que os meus tintins quase que subiram até ao estomago.

A caminho de casa não resisti e parei numa roloutte de bifanas. Soube-me bem, vir a comer uma coisa quentinha com o frio que estava. Engordei mais umas gramas, mas que se lixe. As banhas servem-me de isolamento termico.

Só de pensar que amanha vai estar igual ou pior, faz-me tremer só da antecipação (e as peles pendentes voltarem a encolher).

       R.

Palavras-chave: , ,

O que me dizes?
Por: Ray, em 08.01.09 às 18:09link do post | adicionar aos favoritos

8 de Janeiro de 2009

 

Frio, mesmo muito frio.

Só de pensar que daqui a pouco tenho que sair para a rua, para ir trabalhar, e tenho que ir a pé... e depois quando sair, lá para as duas e tal da manha voltar a pé até se me arrepiam as peles pendentes....

Hoje não vou ter boleia, e vou ter que fazer os 2km e tal a pé, no frio....

Ontem para me preparar para o frio que vai fazer nos próximos dias, tentei ir as compras. O meu nino veio cá ter, e fomos para as lojas. Para não variar, não consegui gostar de nada. Devo ser mesmo muito esquesito. Até gostei de uma camisa na Springfield, mas não havia no meu tamanho. Também houve um caxecol que gostei muito (e estou MESMO a precisar de um) mas era demasiadamente caro para mim neste momento, mas sem um estes dias que aí vem vou mesmo rapar frio.

Ainda não sei bem o que se anda a passar, ou passou com o meu nino, mas acho que está a passar. Ontem já não o senti tao distante, mas ainda resta algo. Não sei bem apontar o que é, mas ainda está lá.

Foi bom estar com ele...mas ainda não o sinto como antes.

Espero que amanha quando estivermos juntos de novo, as coisas já tenham andado mais no bom sentido.

Mas até lá vou andar ao frio e não estou a gostar da ideia.

       R.

Palavras-chave: , ,

O que me dizes?
Por: Ray, em 05.01.09 às 19:14link do post | adicionar aos favoritos

3 de Janeiro de 2009

 

Como o tempo estava de chuva o meu nino não teve que abrir o tasco dele.

Logo depois de almoçar veio ter comigo. Nem sequer quis vir ter comigo ao apartamento, disse-me para me despachar e que nos encontrariamos no café do custume.

Depois de chegar e tomar café, seguimos para o Forum Montijo. Ando a precisar de comprar uma roupinha, e queria aproveitar os saldos. Queria ir ver se encontrava algo de jeito na Zara e assim, e ainda aproveitava-mos para ver se havia uma aliança igual a que o H. perdeu.

Pelo caminho, ainda tentei dar-lhe um beijo, que seria o primeiro do dia, mas ele não quis aceitar e fugiu com a cara.

Quando chegamos ao Montijo apanhamos montes de transito. Parece que toda a margem sul resolveu ir aquele espaço. Ainda assim tivemos sorte, estava um carro a sair e conseguimos um lugar mesmo a porta.

Logo que entramos, fomos ao wc, e regalamos os olhos numa grande pila de um gajo que estava ao nosso lado nos urinois.

Quando finalmente chegamos a ourivesaria, e começamos a ver as alianças, tivemos azar. As que havia do mesmo modelo eram todas ou muito grandes, ou muito pequenas. Tivemos que optar por outro modelo. E assim hoje temos alianças novas. Estas sao mais finas que a outra, e na minha opinião muito mais “aliança classica” mas gosto mesmo muito. Resta saber quanto tempo o H. a irá usar antes de a perder.

Já com a nova anilha no dedo, e com os pés a caminho das lojas de trapos, reparamos que por ali andavam 2 ou 3 casas gays também.

E aqui começou a minha frustração. Não encontrei nada que gostasse.

Na Zara era tudo feio, na Springfield a roupa só me fazia lembrar os morangos com açucar, na H&M ou era tudo muito “beto” ou nada tinha a ver com o meu estilo.

O H. bem que tentou, dar-me dicas, revolvia as preteleiras todas à procura, mas tudo o que me mostrava eu não gostava. Sei que o deixei um pouco frustrado, mas não mais do que eu estava. Até me doia a cabeça com a revolta que sentia por não ser capaz de encontrar algo que gostasse para comprar.

Acabei por trazer apenas um polo da Quebramar. Não por ter gostado assim tanto dele, mas apenas para não deixar o meu nino tão triste.

Jantamos por lá rápidamente e voltamos para casa. Tinha que ir trabalhar dali a uma hora e pouco e decidimos vir pela auto-estrada.

Já na ponte Vasco da Gama, tentei dar-lhe de novo um beijo, e obtive a mesma reacção. Não o quis. Também não insisti mais.

Quando passamos na area de serviço de Aveiras, tivemos que parar. Quando fomos mijar, vimos de novo uma pila enorme. O gajo ficou a uma boa distancia do urinol, abriu as calças todas, e sacou do bacamarte para fora na boa, e ali ficou distraido. Acho que nem reparou as vezes que eu e o H. olhamos para aquele monumento.

Quando já estavamos a entrar para o carro, o meu nino teve uma dor de barriga e teve que correr para a sanita. Coitadinho.

Enquanto estava ele a cagar, fiquei a pensar nos acontecimentos do dia. A frustração de não ter conseguido comprar roupa nenhuma, e a tristeza de sentir que o meu nino me anda a evitar, encheu o meu coração de tristeza.

Já a caminho de casa, no escuro da A1 ainda chorei sem o meu nino notar.

Apesar de pelo caminho ter-mos falado nisso, ele diz que não, que é da minha cabeça. Mas sei que não é. Algo se passa e eu não sei o que é!

Quando estacionou para me deixar sair, então sim e em jeito de despedida demos o primeiro e único beijo do dia.

Não acho normal. E é completamente diferente do que era à uns meses. Todo o dia juntos, e nem um carinho, e apenas um beijo. A caminho do bar, pelas ruas desertas chorei de novo.

Fiquei de tal maneira triste que até o J. reparou e me perguntou que tinha, que até a musica que estava a passar era triste e surombática! A custo lá mudei de tom, e tentei animar-me, mas de facto não passava de uma mascara que coloquei.

Algo se passa, algo mudou e não entendo.

R.

 


O que me dizes?
Por: Ray, em 24.12.08 às 16:17link do post | adicionar aos favoritos

24 de Dezembro de 2008

 

Já cheguei a casa. Que stress!

As pessoas no pingo doce ás compras, quase que me fizeram perder a pouca paciência que ainda tenho.

Duas velhas quase que me iam passando por cima. Uma porque tinha o nariz demasiado empinado para ver o meu cesto que estava no chão e esbarou nele, dando-me logo depois um olhar snob que devolvi com o meu olhar de “temos pena! Para a próxima abra a pestana”, e por outra velha que tentou chegar antes de mim a caixa para pagar. Deu-me um valente empurrão para lhe sair da frente, e levou com o meu olhar de “mas tá parva?!”. Essa até bufou, e foi o suficiente para eu fazer as coisas ainda mais devagar! Tirei as lentamente as coisas do cesto e apenas só quando o cliente da frente tinhas já pago as couves que levava e já nada havia em cima da correia de transporte, ensaquei as compras com calma, fingi que andava à procura do dinheiro, e depois perdi uns minutos a conferir o troco. Só para o raio da velha não se armar aos cucos!

Mas já cheguei a casa. Para o jantar comprei um bacalhau à braz. E para doces salame de chocolate e umas tangerinas. O jantar de natal perfeito para mim!

Estava mesmo deserto para chegar a casa. Aquela energia assaz estranha que sinto no ar na vespera de natal dá-me arrepios. Não gosto. Dá-me dor de cabeça.

Daqui à nada vou ao café, comprar tabaco antes que fechem as lojas, e enfio-me na cama a ver o Shrek e a blogar o sobre o dia de ontem!

       R.

Palavras-chave: , , ,

O que me dizes?
Por: Ray, em 24.12.08 às 13:09link do post | adicionar aos favoritos

24 de Dezembro de 2008

 

Acordei cedo.

De todos os dias em que queria dormir até tarde, hoje era um deles.

Estou na cama, a fazer tempo para ir ao shopping comprar algo para o meu jantar. Ainda não sei bem o que será. Mas estou todo arrepiado só de pensar que tenho que me enfiar naquela treta do corre corre das últimas compras de Natal.

Felizmente que daqui a menos de 12h esta treta está toda acabada!

R.

 

Palavras-chave: ,

Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


O que procuras?
 
Curiosos
Por aqui agora....
Fotos do blog
Na tua opinão:
Paradas Gay:
Sou contra.
Sou a favor.
Indiferente.
  
pollcode.com free polls
Quem por aqui andou:
eXTReMe Tracker
Blog Flux Directory
subscrever feeds