O meu nome é Ray,e sou gay. Este será um blog sobre “as coisas vulgares que há na vida”. Na minha vida! É um blog para maiores de 18 anos. Para todos aqueles que tem alguma curiosidade sobre a vida e pensamento gay.
O que me dizes?
Por: Ray, em 05.01.09 às 04:38link do post | adicionar aos favoritos

1 de Janeiro de 2009

 

É sempre tão bom acordar juntinho ao meu homem.

Embora o acordar foi bastante ressacado, já passava das 14 quando nos levantamos, tomamos banho juntinhos e fomos para o café. Estavamos mesmo a precisar da cafeína.

Como havia sobrado muita, muita, muita comida ontem, fomos convidados a voltar, no final da tarde para ajudar a comer tudo aquilo.

Tomamos café e seguimos para casa da festa.

Quando chegamos ainda não havia lá ninguem. Fomos à procura de um café para reforçar a dose bebida antes.

Quando voltamos, elas tinham acabado de chegar. Estacionamos e fomos para a segunda parte da engorda.

Passado uns minutos já lá estava o grupo todo de novo. Começamos a enfardar e a jogar Uno.

Tivemos que explicar as regras ao H. e a outro casal que também não sabia, mas posto isto, divertimo-nos á brava.

Foi bom ver o meu homem muito mais à vontade, e a divertir-se com os meus amigos.

Jogamos, comemos e bebemos (muita cola) durante horas, até que foi altura de vir para casa de novo. Ainda fomos ao bar beber um descafeinado ao baar e caminha com os nossos corpinhos.

Ficamos a conversar, jogar travian e a ver tv um bom bocado, até que deu a fome ao meu nino. Levantamo-nos e fomos para a cozinha fazer ovos mechidos com salsichas. Já passava das 3 da manha quando nos sentamos na cama a comer. Acho que foi a primeira vez que fiz isso.

Acabamos por adormecer. Não fizemos amor. Por varias vezes o H. evitou os meus avanços. Deve ser do cansaço. Mas estranhei.

R.

 

Palavras-chave: , , , ,

O que me dizes?
Por: Ray, em 10.12.08 às 03:11link do post | adicionar aos favoritos

1 de Dezembro de 2008

 

Fim-de-semana grande!

Como o tempo esteve cinzento e muito a dar para o chovoso o meu nino não abriu o tasco dele e como tal tivemos estes dias juntinhos.

Como trabalho de noite, e ele acorda sempre antes de mim, quando chega trás me algo para eu comer. É tao giro e bom ter o pequeno-almoço servido na cama.

Aproveitamos e fomos dar um giro. Direcção Carregado para visitar o Campera outlet.

Já caminho na A1 claro que tivemos que parar na área de serviço de Aveiras para ver quem andava por lá ao engate. Óbvio que haviam lá gajos no wc, mas desta vez nem uma pila conseguimos ver.

Quando chegamos ao Campera é que o meu stress começou. Custou-me a disfarçar mas o H. acho que nem percebeu.

Andei a tarde toda com as mãos nos bolso. Entramos em quase todas as lojas, mas as minhas mãos não saiam dos bolsos. Tinha medo que se começa-se a mexer na roupa encontra-se algo que de facto gostasse e como não tenho meios não poderia comprar, e aí acho que o meu nível de frustração aumenta-se ainda mais!

O H. divertiu-se muito. A exprimentar casacos e tudo o mais. Eu nem olhava com olhos de ver para as prateleiras. E quando por acaso via de relance algo que me agradava, sentia o meu coração a ficar pequenino e apertado e as lágrimas a querem sair pelos olhos e fugia rápidamente dali.

Foi de facto muito frustrante para mim. Não o facto de andar a acompanhar o meu namorado, mas estar ali e lembrar-me do que foi o meu natal passado, do que planei no principio deste ano quando comçei o novo trabalho (que agora já não tenho!).

Pensava eu que este ano ía ter um natal diferente, melhor. Em que poderia dar mais umas prendinhas, e tratar-me melhor. Comprar uma roupinha e até uma prenda boa a mim mesmo. Logo desde Fevereiro que planeava comprar uma coisa como deve ser ao meu nino, e agora que chegou a hora....nada! Este natal vai ser ainda pior que o do ano passado.

Sinto-me ainda mais triste e frustrado!

Mesmo quando andavamos entra e fora das lojas, nem os gajos bons que por lá andavam me alegravam. Nem animo tinha para apreciar com o meu H.

Ando mesmo triste. Este é mesmo um mês negro para mim!

R.

 


O que me dizes?
Por: Ray, em 24.11.08 às 17:01link do post | adicionar aos favoritos

24 de Novembro de 2008

 

O meu nino deu-me um dos melhores sábados que me consigo lembrar!

Na sexta-feira não vei ter comigo. Saiu com os amigos dele e eu acabei por ir sair também sozinho. Fui tomar café ao bar. Mesmo que trabalhe lá sempre gostei do espaço como cliente. Não foi tão bom como estar com o H. mas acabei por espaireçer na mesma.

No sábado mesmo no final da tarde, quando ele estava a fechar o tasco, começamos a tentar chegar a um acordo sobre onde ir jantar. Como não dizia onde gostava de ir, ele só me mandou por todo bonito que ele decidia.

Assim fiz! Tomei banhoca, desfiz a barba, e vesti-me todo à betinho. Demorei-me tanto desta vez, que o H. chegou ainda eu me estava a acabar de vestir.

Ele nem subiu. Assim que entrei no carro ele arrancou logo. Ainda tive que apertar com ele um pouco para saber onde íamos.

Ele lembrou-se de um restaurante italiano numa cidade aqui vizinha. Adoro aquele restaurante. Já lá comi duas ou três vezes, mas já não ía lá faz anos. Adorei o gesto. Ele lembrou-se que eu tinha dito que o espaço e a comida era boa, e que um dia tinhamos que lá ir.

Jantamos mesmo muito bem. A comida continua optima. E para não variar o H. fartou-se de ver gente que ele conhecia. Afinal aquela cidade está a meia dúzia de km da terra dele.

Depois da janta, ele levou-me a um bar para tomar café. Isto ainda foi mais especial para mim. Fomos a um bar onde ele custuma ir mais o grupo dele. Gostei mesmo, mesmo muito deste gesto. Senti que de alguma forma ele está a dar-me a conhecer partes da vida dele que eu não conhecia, embora não estivesse lá nenhum dos amigos dele, o H. levou-me a um sítio de que gosta e eu não conhecia.

Depois desta paragem rumamos á minha cidade. Durante a tarde o meu mano mandou uma sms a perguntar se queriamos ir tomar um copo à noite. Mandei-lhe uma sms e ele respondeu que estavam em casa, para lá passar-mos e depois saímos. Assim fizemos.

Quando lá chegamos, eles tinham companhia. Dois casais amigos deles, que embora eu conhecesse o H. nem por isso. Vi que o meu nino não estava muito à vontade. E eu também não. O meu mano não disse da presença dos outros propositadamente para nós lá passarmos. Mas não gostei muito. Não por mim, afinal conheço-os e eles sabem que sou gay e estou á vontade, mas o H. não fica.  E não gosto de o pôr nestas situações. Embora todos metessem conversa com ele, vi que não estava muito bem.

Conversa para cá e para lá, e decimos sair todos. A primeira ideia era para ir a um bar que nem eu nem o meu homem gostamos. De facto detestamos. Eles iam para lá e nós para o bar gay. De repente alguem se lembrou de ir-mos antes para uma disco aqui na cidade. E assim foi. E ainda bem.

A disco não é nada de extraordinário, mas diverti-me muito. Chegamos ainda não estava muita gente e fomos para a area de fumadores e por aí ficamos o resto da noite.

A disco é de musica predominantemente latina. Até gosto.  E é frequentada essencialmente por gente da minha geração e até um pouco mais velhos. E andava lá cada homem.... minha nossa....e alguns até retribuiam os olhares.

Passado um pouco de lá estarmos chegou a D. amiga que há muito não via. Soube-me tão bem apresentar o H. como meu namorado.

Com esta noite o H. ficou a conhecer basicamente o grupo de amigos com quem custumo andar, e que sabe que sou gay. Gostei tanto de os ver a falar e a tentar conhecer melhor o meu namorado. E o H. a começar a abrir-se também! Ele fica sempre muito timido e calado ao pé de gente que não conhece, mas no sábado vi que ele estava a ganhar confiança com alguns. Quase todos são tão extrovertidos como eu, e estavam sempre a meter-se com o H.

A tesão estava a crescer e viemos para casa.

Falamos um pouco já sentados na cama, mas os corpos estavam a pedir e rápidamente nos estregamos um ao outro. Vim-me na boca dele enquanto lhe fazia um cunete. Estava mesmo cheio de tusa.

Amo-o muito, e este sábado marcou-me muito.

R.

 


O que me dizes?
Por: Ray, em 06.10.08 às 15:26link do post | adicionar aos favoritos

4 de Outubro de 2008

 

Este fim-de-semana fiquei de ajudar o mano nas mudanças de casa.

Encontraram uma casa muito boa e vão aproveitar. É muito maior. Com melhores condições, e fica também numa zona da cidade que eu gosto muito. Nem a cem metros da casa onde vivem.

Pediu-me para ir hoje, para começar a mudar coisas pequenas, mas afinal e dado a condição em que estava a casa, tivemos a tarde toda foi a limpar. Estava mesmo imunda. Disseram-lhes que tinha lá ido uma senhora para limpar, mas pela sujidade em todo o lado, deve ter varrido e pouco mais.

Nem saimos para jantar. Fomos comprar uns frangos à churrasqueira, e comemos ali mesmo sentados no chão da sala.

Deu tempo para o meu nino fechar o tasco, tomar banho e vir ter comigo à casa nova do meu mano. Quando chegou, o meu irmão mostrou-lhe a casa, que ele também gostou, e apresentou-o a uma amiga deles da seguinte forma: - “Este é o meu cunhado H.”. eu fiquei sem palavras. Eu próprio só a conheci hoje. Mas se o meu mano o apresentou assim, é porque confia. O que é certo é que ela nem pestanejou. Cumprimentou o meu nino, e nada de anormal notei na sua atitude.

Rápidamente saimos dali, e viemos para casa. Enquanto tomei banho e fiz a barba o meu homem passou-me as calças e camisa a ferro. Tão prendado que ele é!

Pouco passava da meia-noite e meia quando entramos para o carro com destino ao bar gay aqui da cidade.

Desta vez não gostei. Apanhei uma real seca. Mesmo muito pouca gente. A musica é a de sempre e o gajo não há meio de aprender a fazer passagens decentes. Ainda assim ficamos. Na semana passada anunciaram que este sábado haveria strip e queriamos ver. Foi tempo mal entregue.

Era só um gajo, que embora tivesse um corpinho muito bem trabalhado. E até nem era feio de todo, tinha demasiado tiques de bixa. E era também um principiante nesta vida de tirar a roupa e notavasse. Não sabia muito bem o que fazia. Sinceramente não gostei. E o H. também não. Viemos para casa a meio do show. Desta vez não me convenceu mesmo nada.

Assim que entramos no quarto entregamos-nos um ao outro. Vim-me enquanto a minha lingua explorava o cuzinho do meu H. e ele logo depois.

Amo-o mesmo muito.

R.

 

Palavras-chave: , , ,

O que me dizes?
Por: Ray, em 03.10.08 às 15:25link do post | adicionar aos favoritos

            2 de Outubro de 2008

 

            Tenho andado em pulgas para saber que prenda o meu H. comprou.

            Sou mesmo muito curioso, e normalmente quando compramos uma coisa um ao outro damos sempre pista para tentar-mos adivinhar. Consigo sempre adivinhar, mas desta vez não. O meu nino bem me dá pistas, mas não há maneira de lá chegar. As pistas que me deu desta vez, são mesmo para me fazer pensar. São muito misteriosas. Desta vez aprendeu comigo.

Ele nunca consegue interpertar as pistas que lhe dou, e agora fez-me o mesmo! Não consigo mesmo lá chegar. Quando penso que poderá ser uma coisa, há sempre uma pista que não encaixa. Claro que quero que seja surpresa, mas gosto muito deste jogo que fazemos. E ele também não faz ideia do que significam as pista que lhe dei.

Ando sempre a moe-lo para me dar mais uma pista. Ou uma letra do objecto, ou da marca. E ele não se desmancha. Irra. Mal posso esperar por dia 10 para finalmente saber o que é! Mas até lá vou continuar a picá-lo.  E também não lhe vou dizer o que lhe vou comprar.

Amo-o muito. E tenho muita sorte em tê-lo na minha vida. Nunca pensei em ser namorado de um homem lindo (um verdadeiro PÃO) e tão bom para mim como é o meu H. tem sido um ano de grande felicidade.

R.

 

Palavras-chave: ,

O que me dizes?
Por: Ray, em 17.07.08 às 15:31link do post | adicionar aos favoritos

13 de Julho de 2008

 

            Fim da melhor semana que desde há muito me lembro de ter.

            Conseguia-me habituar a isto. Ter sempre o meu amor ao meu lado.

            Ele foi ter comigo à hora de almoço, comemos juntos e ele foi para casa.

            Quando cheguei a casa, tinha uma rosa vermelha e um bilhete de amor. Por cima da nossa cama uma placa feita de cartão, com uma flor feita de cera (o meu nino é tão habilidoso) a dizer: “ o nosso ninho de amor”. Fez-me chorar!

            Quero mais. Amo-o!

            R.

 

Palavras-chave: , ,

O que me dizes?
Por: Ray, em 05.06.08 às 21:15link do post | adicionar aos favoritos

 

A rosa que dei ao meu H.

Foi em dezembro, num dos dias em que fui a uma entrevista para o meu actual emprego, e depois fui ter com ele ao centro comercial de T.N.

 

 

R.

 

 

 

Palavras-chave:

O que me dizes?
Por: Ray, em 26.01.08 às 21:51link do post | adicionar aos favoritos

25 De Janeiro de 2008

 

     Cheguei hoje da folga. foi só um dia, mas o melhor foram as DUAS noites que consegui para estar com o meu menino.

     Não posso dizer que deu para matar todas as saudades, mas ajudou muito, e deu-me de novo força para aguentar mais duas semanas sem o ver, sem o sentir.

     Ele foi-me esperar à estação que fica mais perto da casa dele, e quando entrei no carro tinha uma rosa vermelha para mim. Nunca ninguem antes me havia oferecido uma flor.

     Rumamos a casa, e só lhe consegui dar-lhe um beijo como deve ser depois de entrarmos no quarto. foi longo e intenso.Como só duas almas que se amam e se querem sabam dar.

     Infelizmente nao podemos avançar logo para o que nos fazia muita falta tambem, e tivemos que adiar a quequa porque ainda precisava de comer alguma coisa, e de por a roupa que levava a lavar e a secar. 

      Tentei fazer isso o mais rapido que pode, e sempre que podia voltava aos braços e ao lábios daquele homem que eu tanto amo.

      Mas finalmente consegui despachar todas as tarefas domesticas, e os nossos corpos finalmente se envolveram naquilo que há muito ansianvam. FAZER AMOR!

      Embora conheça bastante bem o lindo, e fantastico CORPÃO do meu H., desta vez foi quase uma redescoberta. Queria senti, ver, e memorizar de novo aquele corpo que eu amo.

     Sentiam nos nossos beijos uma intencidade e um tesão quase fora de controlo. Beijava-o com uma survidez que nunca antes eu tivera, nem viviera.

     Mameio-o e suguei-lhe aquele pau enorme todo!

     Mas a tesão era muita, e tinha que o senti dentro de mim. infelizmente não aguentei muito tempo. Mas sentir aquele tronco dentro de mim, aquele corpo masculo em cima de mim, o arfar dele perto da minha orelha, nao deu para segurar mais a vaca que há dentro de mim.

Mudamos de posição e com ele a penetrar-me de lado, vim-me logo enchendo a barriga de leite, ao qual ele rapidamente juntou o dele, acabando de se vir à mão.

      Essa noite adormecemos, comigo abraçado nele. Acordei a meio da noite, nessa posição e fiquei ainda um bom bocado, apenas a curtir o cheiro, o respirar do meu homem.

      Quando acordamos, fizemos o que sempre fazemos, e saimos para dar o café e para dar uma volta pela cidade. Acabos por ir ver a T. e fomos almoçar, voltando pouco depois para casa, e inveitavelmente para os braços e carinhos um do outro.

      Daí para fazer-mos amor foi um saltinho. Esta sessão da tarde acabou com o meu amor a encher-me a boca de leite e eu uns segundos depois a vir-me para cima da barriga peluda dele. o pior foi que os esguichos que sairam foi de tal manera que lhe acertaram no olho e no cabelo.

     Depois de uns momentos de carinhos, voltei à terra e tive que ir de novo as tarefas domesticas. Passar a ferro e fazer a mala para vir para Gaia.

     Fomos Jantar ao nosso chines, e fui dar um abraço rapido ao meu mano, e logo voltamos para casa.

     Nesta noite não fizemos amor. Mas gostei muito do que se passou. Os mimos e a conversa que tivemos foram muito boms e importantes para mim.

     Acordamos um pouco a dar para o tarde, foi tomar banho e correr para a estação para não perder o comboio. Enquanto comprava o meu bilhete, ele foi pedir cafes. Quando cheguei ao pé dele, vi-o fazer uma coisa que me tocou muito. Nunca ninguem me fez algo tão romantico.

     Entrei no café e o meu H. esta a mexer-me o café. Colocou o açucar e estava a mexer-me o meu café. Sei que é simples, mas adorei o gesto!

      Entrei no comboio quase a chorar.

      Trabalhei cheio de vontade de voltar ao meu menino.

      R.

 

Palavras-chave:

Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


O que procuras?
 
Curiosos
Por aqui agora....
Fotos do blog
Na tua opinão:
Paradas Gay:
Sou contra.
Sou a favor.
Indiferente.
  
pollcode.com free polls
Quem por aqui andou:
eXTReMe Tracker
Blog Flux Directory