O meu nome é Ray,e sou gay. Este será um blog sobre “as coisas vulgares que há na vida”. Na minha vida! É um blog para maiores de 18 anos. Para todos aqueles que tem alguma curiosidade sobre a vida e pensamento gay.
O que me dizes?
Por: Ray, em 21.07.10 às 16:59link do post | adicionar aos favoritos

20 De Julho de 2010

 

Ontem senti de novo toda a dor, solidão e desamparo em que estou desde que o meu namoro acabou.

Estava de folga e decidi ir dar uma volta a cidade para arejar. Aproveitei e cortei o cabelo. E depois foi o pior do dia.

Saldos. Por todo o lado saldos.... e eu sem o H. para ir-mos ás compras.

Preciso mesmo de comprar alguma roupa. Calças, t-shirts e pólos. Nada de mais é certo. Mas era com o H. que contava para me ajudar sempre. Como sou daltónico e o meu gosto é muito discutível era e foi sempre o H. que me ajudava a escolher. Adorava ir com ele. Mesmo que nada comprasse para mim, ver e sentir a alegria e a energia dele quando andávamos de loja em loja, de compra em compra era para mim um mundo.

Já nem falo tanto em sair daqui onde só há meia dúzia de lojas que valham a pena e ir a lx ou outro qualquer sítio, isso como não tenho carro está completamente fora de questão. Mas o que me entristeceu foi mesmo a falta da ajuda dele.

Nunca saberei se ele tem a consciência da falta que me faz, mesmo nas coisas mais banais da minha vida. De tudo o que ele era para mim. De tudo o que fez por mim.

Uma das muitas coisas que ele fez foi isso mesmo. Ensinou-me a vestir-me melhor. A sentir-me bem comigo mesmo e com a roupa que visto. Pode parecer vaidade e futilidade, mas a verdade é que isso aumentou e muito a minha auto-estima.

Amo-o muito ainda. E acho que para sempre. Com o tempo vou aceitando que nunca mais será meu.

Mas hoje senti-me sozinho. Demasiadamente só!

R.


O que me dizes?
Por: Ray, em 21.07.10 às 16:57link do post | adicionar aos favoritos

18 De Julho de 2010

Fim de um fim-de-semana de bebedeira.

Desde quinta-feira que foi um desatino. Todos os dias uma!

Na quinta-feira por brincadeira no final da noite lá no bar, a patroa e eu decidimos ir para a discoteca cá do sítio. Como era a última noite académica, decidimos ir ver e desanuviar as ideias. Eram só putos que por lá estavam... Metemo-nos nas mínis e foi o que foi. Cheguei a casa já muito depois das 5 da manha e já a cambalear.

Na sexta-feira a culpa foi de um grupo que foi lá ao bar. Começaram a beber shots. Mas só bebiam se bebesse também... para não dar parte fraca, lá bebia também. Para o final o meu já era quase só sumo.... tinha que continuar a trabalhar.... mas ainda assim já cheguei alcoolicamente bem disposto a casa.

No sábado, o que começou por ser uma noite muito calma, acabou comigo a quase desesperar por um pouco de paz e tempo para fumar um cigarro.

Como o calor era muito atrás do balcão ia bebendo umas mínis.... e mais umas.... e ainda mais umas.... e como a maior parte estavam a ser pagas por clientes, muitos dos quais fazem parte do tal grupo que secretamente sabem  que sou gay, deixei-me ir na onda. Para acabar a noite em grande, mais uma vez eu a patroa fomos para a discoteca. Desta vez uma a que não costumamos ir, por passar maioritariamente musica latina.... foi mais uma vez o descalabro....

Felizmente em nenhum dos dias fiquei com ressaca. E sempre deu para esquecer um pouco a tristeza que trago comigo desde que o o H. acabou.

Mascarada mas não esquecida essa dor!

R.

 


O que me dizes?
Por: Ray, em 14.07.10 às 17:11link do post | adicionar aos favoritos

14 de Julho de 2010

 

Ainda meio abananado por tudo o que senti no domingo, na segunda-feira tive uma grande notícia e uma bela surpresa.

As custas do patrão estar de féria, tenho andando a trabalhar também nos meus dias de folga. Já passava da meia-noite quando o M. um dos antigos donos do bar entra porta a dentro.

Começamos a conversar, e já no final de duas mínis, a conversa começou a entrar num campo um pouco estranho.

Começou por falar que ele e a B. (a namorada) andavam preocupados comigo, que sabiam que algo se andava a passar, tudo isto apenas como somos amigos no facebook, tem andando a seguir o “estado” e as músicas que tenho publicadas por lá.

Confirmei que sim. Que não andava bem. Que tinha o coração partido. Ele começou a procurar palavras.... a gaguejar.... e eu a ver onde a conversa ia parar.

Sem mais rodeios, ele disse-me que sabia da minha verdadeira orientação sexual. E  mais, que não só ele e a namorada, mas todos o do grupo de amigos. E que não fazia qualquer diferença.

Fiquei desarmado. Embora nunca tenha escondido lá no bar, também nunca o assumi directamente. Foi bom sentir a amizade e o apoio dele.

Embora o bar fechasse ás 2 da manha, ficamos lá a conversar até as 4h.

Estava a precisar de desabafar. De falar. E para surpresa minha foi com quem menos esperava. Mas acho que assim é que se vêem os verdadeiros amigos.

Agora resta-me averiguar umas coisas. Como os meus actuais patrões e as babes fazem parte do tal grupo de amigos a que ele se referia, será que também já sabem? Sempre souberam? E se sim, porque nunca me disseram nada?

Mas pelo menos senti-me mais leve na segunda-feira.

E agora o H. já poderá saber algo que sempre tinha curiosidade. Por que razão quando ele estava no bar, o grupo o cumprimentava tão efusivamente. Faziam-no porque sabiam que ele era o meu namorado e queriam-no fazer sentir também parte do grupo.

Agora que já não tenho relação com ele, é que fico a saber uma coisa destas.

Enfim.... mais uma coisa que fico a perder!

R.


O que me dizes?
Por: Ray, em 14.07.10 às 16:41link do post | adicionar aos favoritos

13 de Julho de 2010

 

No domingo vim de novo quase todo o caminho do bar para casa a chorar. Não consegui evitar. Foi mais forte que eu. E tudo por causa de algo que descobri.

Da mesma forma que eu também já o fiz, o H. também já criou um perfil no gaydar...

Claro que tem todo o direito de o fazer. Assim como eu o fiz. Mas ainda assim me doeu. Imagino que da mesma forma lhe tenha custado a ele descobrir o meu perfil. Foi assim que vi que ele já estava lá. Ele visitou-me por assim dizer. Embora ele não tenha foto de cara, reconheceria aquele corpo em qualquer sítio. E se duvidas houvesse o fio que ele tinha foi comprado comigo.

A primeira reacção que tive foi a de susto, de culpa e vergonha. Por ter sido “apanhado”. Quase como se tivesse sido apanhado a trai-lo. O que não faz sentido. Afinal já não temos uma relação. Mas foi isso que senti. Depois instalou-se o desespero e o ciúme. Foi assim que me senti a noite toda. Acabando comigo a chorar desde o bar até que por fim adormeci.

 

“On my own” Les Miserables.

 

 

 

 

R.


O que me dizes?
Por: Ray, em 10.07.10 às 16:28link do post | adicionar aos favoritos

10 de Julho de 2010

 

Sinto tanto a falta no H.

Na quinta-feira até lidei bem com isso, entretido que estava em arrumar o resto do quarto, e tudo mais. Mas ontem foi demais. Fartei-me de chorar de novo. Mesmo antes de abrir o bar. Os primeiros clientes notaram e tudo.

Nunca pensei que fosse tão difícil. Nunca me passou pela cabeça, em momento algum que fosse tão duro e tão incrivelmente doloroso.

As babes lá do bar fazem de tudo para me animar. Mesmo não sabendo verdadeiramente o que se passa, (embora não sejam burras e de certeza que já juntaram um mais um), mas não conseguem tirar-me deste estado de inanimação em que estou. Dizem vezes sem conta que já não lhes pareço o mesmo. E isso é a verdade.

Mesmo que durante o dia me entretenha na net ou a ver tv, o caminho que faço para ir para o bar deixa-me sempre triste. Era nessa altura que normalmente ligava ao H. e estávamos a conversa até chegar ao destino. Sinto falta disso.

A minha ex-cunhada (sim, o meu irmão separou-se dela entretanto) teve ontem no bar. Olhou para mim 20 segundos e disse-me logo que não estava bem. Olhei para ela e antes que pudesse dizer alguma coisa ela remata: “estás só!”. Com o balcão cheio de gente, lá inventei que o fumo me entrou para os olhos e por isso ter soltado lágrimas.

Doi-me o coração. Agarrado ainda a quase nula esperança que um dia em breve ele se aperceba que afinal me ama, e que voltará para mim, é o que me dá as poucas forças que me fazem andar. E isso sim, é apenas a minha imaginação.

Todos os dias lhe escrevo uns sms, que eventualmente apago e não envio. Não o quero aborrecer. Será que ele já me ultrapassou? Já me terá arrumado na memória? Eu não o consigo fazer.

 

Queen- Love of my life.

 


 

 

R.


O que me dizes?
Por: Ray, em 24.06.10 às 15:45link do post | adicionar aos favoritos

 

A relação com o meu H. chegou ao fim.

Estou de rastos, perdido, completamente só e ainda loucamente apaixonado por ele.

E ainda não é hoje que consigo lidar e despejar a minha alma.

Como tantas outras vezes na minha vida, a musica exprime o que sinto....

 

 

I Will always love you!

 

R.


O que me dizes?
Por: Ray, em 11.09.08 às 14:45link do post | adicionar aos favoritos

9 de Setembro de 2008

 

Hoje estive de fascina!

A limpar a cozinha e os 2 wcs. Nuzinho a limpar.

Tavam mesmo a precisar de uma boa limpeza.

A senhoria esteve cá ontem e avisou-me que ia começar a trazer pessoas para verem o apartamento para tentar alugar os quartos que estão vazios. Então tive mesmo que dar umar arrumação extra forte, para não poder ter nada para me apontar. Deixei tudo um brinquinho! Pronto para o teste do algodão! Não gosto de envergonhar mamãe em nenhum lado e ela ensinou-me bem a fazer limpeza.

Só espero que alugue apenas a gajos o apartamento. É que se vierem raparigas, lá se vai muito da privacidade. É que é diferente poder andar de boxers a vontade em casa, porque se alguem por acaso vir será um rapaz, do que ter que me vestir todo só para ir dar uma mija.

Ontem eu e o H. aderimos ao extravaganza. E já temos mais de uma hora feita em vidiochamadas. Hoje ele também não pode vir (ando mesmo cheio de saudades), e temos nos agarrado à vidiochamada. É bem melhor que só voz!

É engraçado pensar que se há 10 anos me dissessem que eu iria namorar através de um telefone com câmara e imagem em tempo real, eu queimaria essa pessoa na estaca. Já é um objecto e hábito corriqueiro, mas o tlm, e tudo o que se pode fazer com ele não me deixam de surpreender de vez em quando.

Hoje durante a tarde recebi uma sms de um número que não conheço a perguntar-me quem eu era. Pensei que fosse uma antiga curte que tinha o meu numero e já não se lembrava quem eu era. Não liguei muito. Mas a pessoa continuava a insistir. Depois de falar com o H. resolvi lhe responder, mentindo sobre o meu nome e dizendo que não lhe conhecia o numero. Respondeu que se chamava Felipe e que estava preso em vale de judeus. Disse-lhe que não defenitivamente não o conhecia. A esta resposta mandou-me a seguinte sms:

Atao e tu ex da onde ma tava kontigo mas pensava ke era uma gaija para kuhecer mas tu já agora ex da onde

 Não lhe disse mais nada, mas passado um bocado manda-me esta sms:

Eu estou em vale judeus não me arranjas a i gaija nenhuma para eu kuhecer e para falar kom ela e ke eu estou a guzar perkarias e agora já em outubru vou já mais 4 dias a kasa vou de perkaria aranja me la uma gaija

Depois de me rir a tentar perceber no meio de tanto erro o que me estava a dizer respondi-lhe que não o podia ajudar e que era gay. Acabaram-se logo as sms.

Já no final da noite, e antes da vidiochamada do boa noite com o meu nino, fiquei agradavelmente surpreendido pelo novo programa da Sic com a Teresa Guilherme. Muito bom mesmo. Gostei.

Tenho mesmo saudades do meu nino. Sei que anda mesmo de rasto com cançaso e as cadelas continuam a aprontar das boas. Acho que quando os meus sogros voltarem metade do que tem estará destruido.

R.

Palavras-chave: , ,

O que me dizes?
Por: Ray, em 22.08.08 às 15:50link do post | adicionar aos favoritos

22 de Agosto de 2008

 

Final de mais uma semana.

No domingo o H. já vem ter comigo para começar-mos a nossa semana de férias juntos. Estou ansioso.....

Daqui a pouco vou sair de casa, pôr estes post on-line, e cortar o cabelo. Quero estar bem bonito para andar a passear com o pão que é o meu homem.

Não o vejo desde terça-feira. Tenho saudades.

R.

 

Palavras-chave:

O que me dizes?
Por: Ray, em 01.07.08 às 23:35link do post | adicionar aos favoritos

1 de Julho de 2008

 

Hoje o director de operações fez uma visita à loja.

Não correu bem! Aliás desde que trabalho neste ramo nunca vi uma visita deste genero que corresse bem.

A loja até estava arrumada, pelo menos dentro do que é possivel, visto só esperar-mos a visita dele amanha, então ainda havia algumas coisas por fazer. Mas nem foi por isso que ele embirrou.

Hoje, sairam os resultados dos objectivos de vendas do mês passado. Objectivos estupidamente altos e inconcretizaveis! Não era possivel atingir o que nos pediram. Simplesmente não era.

A loja como todo ficou cerca de 16% a baixo do objectivo.

O objectivo da secção que coordeno era o mais alto. Fiquei aquem 24% e ainda assim foi a secção que em termos de valor mais facturou. Apenas a secção da "avestruz" consegui fazer o objectivo. Pudera! Ela tá a cagar-se para o resto da loja! Pouco ou nada ajuda. Só ve a sua "quintinha" o resto do pessoal que se amanhe. Claro que não temos tempo para tudo.

Entretando hoje tambem consegui espreitar os objectivos para este mês. Já são um pouco mais baixos, mas ainda assim me vai obrigar a arranjar uma maneira de conseguir motivar os meus vendedores.

Anda tudo um pouco, um pouco não, muito desmotivado. E não sei ainda como lhes dar a volta.

Enfim.... mais uma dor de cabeça!

Entretando a minha mente não faz outra coisa que navegar nas hipoteses e em tudo o que poderá ser a semana que vou passar com o meu H.

Sinto muito a falta dele.

Sinto saudades dele.

Amo-o!

R.

Palavras-chave: , ,

O que me dizes?
Por: Ray, em 29.06.08 às 21:45link do post | adicionar aos favoritos

29 de Junho de 2008

 

Já nem sinto os braços.

Mas já esta. Já levei os livros, cds e mais de um terço da roupa.

Diz-se que o conhecimento não ocupa lugar, mas posso garantir que pesa nos braços de quem tem que mudar de casa!

Durante a semana levarei o resto. Na quinta o meu H. virá ajudar-me a levar o que é mais pesado. Aliás só mesmo na quinta é que vou ver e estar com o meu menino.

Até lá, ficam as saudades, o desejo e a solidão.

Estou a precisar de despejar os tomates, o pior é que me doi mesmo os braços, hoje vai ser uma punheta tantrica, ou em camara lenta.... mas vai haver leite despejado neste quarto.

R.

Palavras-chave: , ,

Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


O que procuras?
 
Curiosos
Por aqui agora....
Fotos do blog
Na tua opinão:
Paradas Gay:
Sou contra.
Sou a favor.
Indiferente.
  
pollcode.com free polls
Quem por aqui andou:
eXTReMe Tracker
Blog Flux Directory