O meu nome é Ray,e sou gay. Este será um blog sobre “as coisas vulgares que há na vida”. Na minha vida! É um blog para maiores de 18 anos. Para todos aqueles que tem alguma curiosidade sobre a vida e pensamento gay.
O que me dizes?
Por: Ray, em 06.05.09 às 19:40link do post | adicionar aos favoritos

           3 de Maio de 2009

 

            Depois de uma noite de sábado na da fácil de aguentar, não tanto pelo movimento no bar, mas sim pela falta de presença do H. a noite acabou com uma revelação para mim.

            Para não variar muito quando o meu nino não está comigo e está na night com os amigos demora eternindades a responder as minhas sms, e o que me deixa mesmo desostinado é nem sequer prestar muita atenção à pouca conversa que tento manter com ele nas sms.

            Para finalizar esta noite recebi uma sms dele que me deixou de boca aberta. O meu nino quer ter uma “vida quando não está comigo.” Concluo que a demora em responder as sms, e o facto de evitar responder ao que lhe pergunto estão ligados a este facto.

            Finalmente disse o que lhe ia na alma. Assim já consigo lidar com isto. Faço algumas alterações eu e tudo volta a entrar nos eixos. Quando não está comigo enviar-lhe-ei menos sms, não entrarei em stress por ele demorar a responder, e muito menos lhe farei perguntas do genero: - que fazes? Ou: -com que te distrais?

            Se isto vai evitar andar-mos a sempre picados e chateados quando não estamos juntos, então que seja.

            R.

 

Palavras-chave: , , , ,

O que me dizes?
Por: Ray, em 20.01.09 às 16:02link do post | adicionar aos favoritos

            20 de Janeiro de 2009

 

            Defenitivamente há coisas que não entendo.

            O H. passou-se comigo apenas porque lhe fiz algumas perguntas sobre coisas que não entendi.

            Depois de sair do trabalho, ele foi levar a filha de uma amiga a um sítio. Enquanto la estava as poucas sms que mandou, não as entendi. Logo depois foi com a mãe ás compras. Como tal não houve muita comunicação entre nós! E quanto mais eu tentava perguntar e mais sms mandava pior ele ficava!

            Apenas porque lhe perguntava o que não tinha percebido, mais passado ele ficava. Não entendi porque se esquivava ás perguntas. Porque fazia de tudo para não responder, e só o fazia após insistencia minha.

            Quando lhe começei a perguntar o que não entendia era apenas isso. Sem segundas intenções ou desconfianças. Mas após tudo isto, confesso que fiquei de pé atrás. Mas enfim... se calhar estou a conplicar, mas o facto de custar tanto a obter umas respostas a perguntas tão simples está a dar-me que pensar!

            R.

 

Palavras-chave: , ,

O que me dizes?
Por: Ray, em 22.12.08 às 02:07link do post | adicionar aos favoritos

21 de Dezembro de 2008

 

Ontem foi dificil.

Como já sabia o meu nino ia ter um dia muito ocupado, e fiquei logo mentalizado para não receber muitas sms dele. Durante o almoço e até ao final da tarde as coisas até correram bastante bem, deu para ir trocando algumas mensagens e as coisas estavam bem e animadas, iamos conversando e trocando palavra sobre isto e aquilo, sobre quem estava, que se fazia, as prendas que ia recebendo, etc...

A hora a que as amigas dele o apanharam para ir para o jantar de aniversário (que elas organizaram) coincidiu com a minha hora de ir para o bar. Até ele começar a jantar continuamos a trocar sms. Mas depois tudo piorou.

Cada vez menos sms, cada vez mais espaçadas e mais vazias e confusas. Quando fiz um comentário sobre uma prenda que recebeu até se passou comigo. Apenas porque disse que não tinha achado graça nenhuma ao que lhe deram. (E continuo a achar que foi um desperdicio de dinheiro e um total falta de gosto).

Acalmei-me e tentei mudar de assunto como se nada fosse. As sms cada vez mais espaçadas no tempo, mas como o bar começou a encher pelo menos tinha outra coisa em que pensar.

Mas costumava-me olhar para o tlm, saber que ele estava a divertir-se e nem uns momentos tirava para mandar uma msg. Chegava a mandar 2 e 3 sms antes de conseguir uma resposta dele.

Já para não falar do numero de sms que escrevia e nem enviava, porque não lhe queria estragar a noite, não queria que ele parasse de se divertir e de curtir a noite com os amigos.

Mas custava-me muito não ter noticias dele. Sempre que recebia uma sms dele, ficava com um sorriso de orelha a orelha, mas o meu coração pedia mais. Mas nada lhe pedia. A noite era dele. E se não mandava sms era porque assim o queria.

Já no final da noite, enquanto estava a ir para casa, o meu nino também já tinha chegado a casa, e no final de lhe mandar uma serie de msg sem obter resposta, não me consegui segurar e tive mesmo que lhe ligar, visto bem as coisas, mandei mais sms eu que estava a trabalhar, que ele estando a curtir a noite.

Ao ouvir como me falava percebi que já estava bem tocado com alcool. Falamos um pouco, mas não deu para matar a tristeza que tinha no meu coração.

Tristeza por não ter estado com  ele, tristeza por não partilhar com ele um dia tão especial, tristeza por tão pouco me ter dito durante a noite. Já que não pudia estar com ele na noite de aniversário, gostaria que ele me tivesse incluído mais, tivesse partilhado comigo mais... mas enfim....

Hoje quando acordei já tinha uma serie de sms dele. Aproveitaram o bom tempo e abriram o tasco. Pensava que ia estar com ele hoje mas esse plano ficou logrado.

Como estava a trabalhar as sms não eram muitas de novo. Claro que entendi. Ele estava a trabalhar.

A minha surpresa foi mesmo no final da noite. Ele foi jantar a casa dos tios, e de novo tinha que lhe enviar 2 ou mais sms para obter uma resposta dele. E ainda por cima ficou chateado comigo.

Até mesmo quando já estava em casa, poucas msg me mandava, e sempre com mau humor e depois de insistir para obter resposta. Fiquei sem perceber se o fazia de proposito ou se simplesmente não tinha nada mais para me dizer. Saltou-me a tampa e disse-lhe que ia parar de insistir que me mandasse sms.

Foi para a cama chateado comigo. Passado umas horas ainda me mandou uma serie de sms que não consegui entender. As respostas às msg que lhe envia não faziam qualquer sentido. Pelo menos não para mim. Disse-lhe que era melhor ele ir dormir e que falavamos amanha, respondeu que não. Como estou de folga amanha fiquei sem perceber se não vem cá, ou se esta greve nas msg é para continuar.

A ideia com que fiquei é que lhe dá prazer que ande sempre a pedir, a rogar que me mande sms, que fica em silencio propositadamente só para me ter a pedir que me diga o que faz e o que se passa com ele.

       R.


O que me dizes?
Por: Ray, em 07.11.08 às 18:41link do post | adicionar aos favoritos

7 de Novembro de 2008

 

O meu nino esteve cá ontem.

É sempre tão bom estar com ele.

Resolvemos ficar em casa, mesmo com os putos por aqui. Mandamos vir pizza, e ficamos os dois na minha caminha no quentinho. A determinada altura batem a porta e nós de boxers. Há muito tempo que não me lembro de me vestir tão depressa, mas acho que os putos não perceberam nada do que se passava.

Já no final de ver-mos os Simpsons, visto os blogues e as nossas contas do travian (cada vez estou mais viciado nesta bodega), fui ao wc. Quando cheguei vi que algo se passava com o meu nino.

Durante a minha ausencia ele foi ver as sms que tinha no meu telemovel.

Durante a semana que passou, recebi 2 sms que tinha guardado para lhe mostrar, mas entretanto tinha-me esquecido.

Uma era de um gajo que não conheço. Alguem lhe deu o meu número e ele mandou uma sms a dizer como era e a perguntar o que eu gostava. A este respondi que não estava interessado em nada, e que tinha namorado, e acabou por ali as trocas de sms.

A outra sms, era de facto uma mms. Era do L. um gajo com quem andei antes de conhecer o H. Era um video de uma punheta em que alguem se vem. Nem sequer tenho a certeza que seja mesmo a pila do L. Nem sequer respondi a esta mms.

Não sei o que ele pretendia com esta mms, mas também não me vou chatear em tentar saber. Acho que ignorar é o melhor que faço.

Com isto tudo é obvio e normal que o H. se sentiu mal e atiçou-lhe os ciumes. Compreendo. Mas também não posso fazer mais que lhe explicar o que se passou.

Já há um tempo que o meu nino quer que eu mudasse de número de tlm. Eu não quero. Dá uma trabalheira, já tenho este número quase há 6 anos, e não vou mudar. Não vou deixar dois ou tres palhaços frustrados me obrigarem a tomar e a fazer decisões que não quero. Não vou deixar outros tomarem conta da minha vida.

Com isto tudo agora o H. quer que eu marque um encontro com o L. para ele o conhecer. Eu não quero. Acho que isso é dar-lhe muita confiança. É mostrar ao L. que o H. se sente ameaçado com ele. E além disso tenho um pouco de medo que o L. aproveite esse encontro para inventar algo e criar ainda mais ciumes ao H.

Mas sei que esta situação ainda vai dar pano para mangas.

Não sei o que mais possa fazer para o L. parar de mandar sms. Não lhe dou corda. Não o incentivo, e nem lhe respondi a esta mms. Acho que isso é dar-lhe valor que ele não tem!

R.

 

Palavras-chave: , , ,

O que me dizes?
Por: Ray, em 12.06.08 às 22:57link do post | adicionar aos favoritos

12 de Junho de 2008

 

Calor do caraças.

Esta cidade começou a aquecer, e daqui para o inferno é um saltinho.

Hoje tive de folga. Aproveitei para ir ao banco e dar uma voltita na cidade. O meu primeiro dia de calções! Adoro vestir! E como é o meu habito no verão sempre que posso, saio sem nada por baixo! adoro sentir todo à solta!

Gosto do verão. E da roupa que se veste no verão.

Vi hoje cada enxumaço!!!!! Eu e o meu menino somos fans de ver e apreciar o belo do enxumaço, e as calças de tecido mais leve, ou os calções que se começam a ver, são um regalo para a vista!

Mas o calor apertou e vim para casa. Depois de andar a lutar com o pc, que decidiu não colaborar, e tive mais de uma hora a recuperar o sistema, sentei-me (nú claro está!) a ver um dvd. Aproveitei e comprei a quadrilogia SAW. Só me faltava ver o último e agora já está.

O meu amor está a trabalhar, lá longe na sua esplanada,  e só o devo ver lá para a semana que vem.

Sinto-me vazio, ansioso e inquieto. Acendo cigarro atrás de cigarro. E o tempo não passa!

Já nem andar a ver porno na net me ajuda a passar o tempo.

Sinto saudade do meu H. Faz-me falta a companhia dele.

Por mais sms que se troquem ( e esta semana já vou em 881, que comparada com semanas em que passei as 1200 até nem são muitas), já não são suficientes para mim.

Preciso do toque dele. De o sentir perto de mim.

R.

Palavras-chave: , , ,

Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


O que procuras?
 
Curiosos
Por aqui agora....
Fotos do blog
Na tua opinão:
Paradas Gay:
Sou contra.
Sou a favor.
Indiferente.
  
pollcode.com free polls
Quem por aqui andou:
eXTReMe Tracker
Blog Flux Directory
subscrever feeds