O meu nome é Ray,e sou gay. Este será um blog sobre “as coisas vulgares que há na vida”. Na minha vida! É um blog para maiores de 18 anos. Para todos aqueles que tem alguma curiosidade sobre a vida e pensamento gay.
O que me dizes?
Por: Ray, em 21.07.10 às 16:57link do post | adicionar aos favoritos

18 De Julho de 2010

Fim de um fim-de-semana de bebedeira.

Desde quinta-feira que foi um desatino. Todos os dias uma!

Na quinta-feira por brincadeira no final da noite lá no bar, a patroa e eu decidimos ir para a discoteca cá do sítio. Como era a última noite académica, decidimos ir ver e desanuviar as ideias. Eram só putos que por lá estavam... Metemo-nos nas mínis e foi o que foi. Cheguei a casa já muito depois das 5 da manha e já a cambalear.

Na sexta-feira a culpa foi de um grupo que foi lá ao bar. Começaram a beber shots. Mas só bebiam se bebesse também... para não dar parte fraca, lá bebia também. Para o final o meu já era quase só sumo.... tinha que continuar a trabalhar.... mas ainda assim já cheguei alcoolicamente bem disposto a casa.

No sábado, o que começou por ser uma noite muito calma, acabou comigo a quase desesperar por um pouco de paz e tempo para fumar um cigarro.

Como o calor era muito atrás do balcão ia bebendo umas mínis.... e mais umas.... e ainda mais umas.... e como a maior parte estavam a ser pagas por clientes, muitos dos quais fazem parte do tal grupo que secretamente sabem  que sou gay, deixei-me ir na onda. Para acabar a noite em grande, mais uma vez eu a patroa fomos para a discoteca. Desta vez uma a que não costumamos ir, por passar maioritariamente musica latina.... foi mais uma vez o descalabro....

Felizmente em nenhum dos dias fiquei com ressaca. E sempre deu para esquecer um pouco a tristeza que trago comigo desde que o o H. acabou.

Mascarada mas não esquecida essa dor!

R.

 


O que me dizes?
Por: Ray, em 14.07.10 às 17:11link do post | adicionar aos favoritos

14 de Julho de 2010

 

Ainda meio abananado por tudo o que senti no domingo, na segunda-feira tive uma grande notícia e uma bela surpresa.

As custas do patrão estar de féria, tenho andando a trabalhar também nos meus dias de folga. Já passava da meia-noite quando o M. um dos antigos donos do bar entra porta a dentro.

Começamos a conversar, e já no final de duas mínis, a conversa começou a entrar num campo um pouco estranho.

Começou por falar que ele e a B. (a namorada) andavam preocupados comigo, que sabiam que algo se andava a passar, tudo isto apenas como somos amigos no facebook, tem andando a seguir o “estado” e as músicas que tenho publicadas por lá.

Confirmei que sim. Que não andava bem. Que tinha o coração partido. Ele começou a procurar palavras.... a gaguejar.... e eu a ver onde a conversa ia parar.

Sem mais rodeios, ele disse-me que sabia da minha verdadeira orientação sexual. E  mais, que não só ele e a namorada, mas todos o do grupo de amigos. E que não fazia qualquer diferença.

Fiquei desarmado. Embora nunca tenha escondido lá no bar, também nunca o assumi directamente. Foi bom sentir a amizade e o apoio dele.

Embora o bar fechasse ás 2 da manha, ficamos lá a conversar até as 4h.

Estava a precisar de desabafar. De falar. E para surpresa minha foi com quem menos esperava. Mas acho que assim é que se vêem os verdadeiros amigos.

Agora resta-me averiguar umas coisas. Como os meus actuais patrões e as babes fazem parte do tal grupo de amigos a que ele se referia, será que também já sabem? Sempre souberam? E se sim, porque nunca me disseram nada?

Mas pelo menos senti-me mais leve na segunda-feira.

E agora o H. já poderá saber algo que sempre tinha curiosidade. Por que razão quando ele estava no bar, o grupo o cumprimentava tão efusivamente. Faziam-no porque sabiam que ele era o meu namorado e queriam-no fazer sentir também parte do grupo.

Agora que já não tenho relação com ele, é que fico a saber uma coisa destas.

Enfim.... mais uma coisa que fico a perder!

R.


O que me dizes?
Por: Ray, em 23.03.09 às 17:53link do post | adicionar aos favoritos

23 de Março de 2009

 

Foi caótico, intenso e com altos e baixos!

O meu nino veio na sexta-feira, preparado para passar duas noites comigo. Ainda nem sei bem como. Os putos estavam em casa, mas ainda assim ele decidiu ficar. Ainda bem. Foi mesmo bom. Aliás dois fins-de-semana de seguinda com o meu amor. Espero que se continuem a repetir!

Quando chegou o meu nino foi ter comigo à feira, e ainda andava eu de volta das decorações e arrumos. Ficamos por lá um pouco e fomos mais a S. jantar ao macds. É giro o pessoal amigo lá do bar já ter acolhido o H. como amigo em tão pouco tempo. Depois disto eu fui para abrir o bar, e o meu nino para a feira onde estava o meu mano a trabalhar, e sem perceber bem porque ficamos os dois sozinhos, um cada lado da cidade. Mas enfim.... a meio da noite veio ter comigo ao bar, e juntamente com a S. ficamos a jogar uno, que moviemto no bar foi mesmo muito pouco. O pessoal foi todo para a feira.

Fechamos o bar e fomos a correr para a feira. Ainda nos divertimos esta noite.

No sábado acordamos nas calmas, despachamos tudo e fomos para a rua. Depois

de um pequeno-almoço já tomado depois da hora do almoço, fomos ver como estavam as coisas na feira. Mal tinhamos chegado e já o meu mano estava a fazer-nos umas caipirinhas de banana! A nova bebida do bar, e que eu adoro! Depois disto fomos passear na cidade. Sabe tão bem andar de um lado para o outro, sem destino nem direcção, com o homem que eu amo!

      Depois de jantar o meu nino acompanhar-me até ao bar. Pensei que ia ficar. Mas enganei-me. Mais uma vez preferiu ir para a feira sózinho, ficar a falar com o meu mano, ou mesmo sem companhia do que estar comigo, que também estava sozinho visto com a feira haver muito pouco para fazer no bar, e isto ainda não entendo. Mas enfim.

      Passado umas horas, lá veio para o bar, e por esta altura já lá estavam as babes. Ficamos de novo a jogar uno, e o meu nino a emborcar umas imperiais. Ele já me tinha dito que queria apanhar uma real besana! E prometeu e compriu. Depois de muitas imperiais no bar, logo que fechamos e chegamos à feira, já ele estava com um copo de safari na mão e eu com uma caipirinha de banana.

      Perdi a conta a quantos safaris bebeu o meu nino. Eu fiquei-me por 3. Já no final de tudo fechado e limpo o meu nino já estava com uma cadelona que até abanava! Mas estava muito bem disposto.

      Mesmo contrariado ainda fui para a pseudo-discoteca cá do burgo. Não gosto mesmo nada daquele espaço, mas como todos queriam ir, também fui. Com o tempo a passar o alcool começou a pesar no meu nino. Ele bebado é mesmo engraçado. Comico mesmo!!!

      Nem 2 horas lá estivemos. Já estava cansado, e decidimos vir. O meu nino já estava a precisar de cama.

     Pelo que me disse no domingo nem se lembra de sair da disco nem do caminho para casa. Nunca o tinha visto assim. Mas mesmo bebado o meu nino é encantador!

      Depois de nos enfiar na cama, e como estava cheio de tesão começei a dar uns carinhos ao meu nino, e as coisas aqueceram, e pouco tempo depois já os nossos corpos se uniram e estava eu dentro do meu amor.

      O domingo não tem muito que se conte. Ressaca do H.!!

      Mesmo com altos e baixos, adorei estes dias. Agora que ele deixou a esplanada espero que estes dias juntos, mesmo que ao contrário de este fim-de-semana, não tenhamos planos nem nada para fazer, se repetitam muitas vezes. Amo-o muito.

      R.

 


O que me dizes?
Por: Ray, em 23.03.09 às 17:03link do post | adicionar aos favoritos

20 de Março de 2009

 

Foi uma semana de trabalho infernal.

Além das noites do bar, ainda tivemos a preparar a barraca na feira para as festas da cidade. Que trabalheira!!!

Andar a correr de um lado para o outro, parar em TODOS as superficies comerciais, voltar para a barraca, arrumar e descobrir que ainda falta meia duzia de coisas, voltar para as lojas e repetir tudo de novo porque afinal ainda não estava tudo. Irra! Que trabalheira, mas no fundo gosto deste stress. Pensar em todo o que poderá ser preciso, preparar tudo para que corra pelo melhor!

Gostei do resultado final. Conseguimos transpor para a feira o mesmo look do bar. Andamos de loja em loja à procura de elementos de decoração que lembrassem as coisas que o bar tem, e acho que ficou mesmo muito bem! E como bons portugueses que somos, já andava o presidente da camara a inaugurar e a visitar alguns stands na feira e ainda andava eu encavalitado numa arca a pendurar coisas no tecto. Mas quando ele finalmente passou no nosso, já estava tudo pronto para a fotografia da praxe.

Andei de tal modo ocupado e com a cabeça cheia que mal tinha tempo para ligar o pc. Nem para responder aos comentários no blog, nem para o travian. Mas defenitivamente valeu a pena! O meu nino vem ter comigo hoje. Embora esteja a trabalhar este fim-de-semana, vai saber mesmo muito bom. Estou ansioso.

R.

 

Palavras-chave: , , ,

O que me dizes?
Por: Ray, em 03.03.09 às 22:28link do post | adicionar aos favoritos

2 de Março de 2009

 

Segunda-feira bastante trabalhosa.

Fui mais cedo para o bar para tentar resolver o facto de não termos net, mas a unica coisa que consegui através da help line, foi mesmo a resposta de ir a uma loja da vodafone mais perto e trocar o router.

Depois de dar estas noticias à S. foi dar uma volta pela cidade. Mal tinha posto os pés na rua desata a chover! Mas cair pesado! Uma trovoada fantástica. Adoro trovoadas. Mas como a chuva até levantava fumo quando chegava ao chão, tive que entrar no shopping porque já tinha as calças encharcadas até aos joelhos. Comprei o jantar no pingo doce, onde agora trabalha um segurança que é um pão de primeira! Lindo! Corpo fantástico. É mais uma boa razão para fazer as compras no sítio do costume.

Como havia parado de chover, fui de novo até ao bar, para deixar lá as compras que fiz.

Visto que já lá estava e não fazia sentido vir a casa e passado nem uma hora voltar, resolvi fazer uma operação fada-do-lar lá no bar. Prateleiras, garrafas, balcão, copa, microondas, e bancadas. Foi uma limpeza! Passou o tempo rápido e andei entretido.

Depois de abrir o bar, e já a meio da noite, quando eu o J. e a S. pensavamos que a noite já não teria mais movimento, eis que entra a tuna (completa) pela porta. Foi uma animação pegada. Lembro-me de quando há uns meses fizeram lá também uma reunião e como não cantavam nada de jeito. Acho que até fiz um post sobre isso. Mas agora sim. Muito, muito melhor. Gostei.

R.

 

Palavras-chave: , , ,

O que me dizes?
Por: Ray, em 17.01.09 às 17:17link do post | adicionar aos favoritos

             17 de Janeiro de 2009

 

            Ontem o meu nino não veio cá.

            Andamos um pouco mal de finanças, e temos que poupar. Ainda gasta bastante para vir ter comigo, e depois de falarmos decidimos que era melhor não vir.

            Sinto-me a sua falta. E ontem à noite sentia-me mesmo muito carente. Mas enfim.

            Custou-me a adormeçer, so sonhei merda, e acordei azambuado. Nem 6 horas dormi. Acordei a tempo de ver os simpsons na fox. Pelo menos sempre me distraí um pouco.

            Daqui a pouco vou bulir de novo. Não me apetece nada. Ainda por cima o meu nino vai para a night, festejar o aniversário de um amigo, e já sei que as sms dele vão ser escassas. Já devia estar habituado. Mas não estou.

            R.

 


O que me dizes?
Por: Ray, em 10.11.08 às 17:28link do post | adicionar aos favoritos

10 de Novembro de 2008

 

Este fim-de-semana que acabou devia ter sido o meu de folga. Mas não foi assim.

Na sexta-feira ligaram-me para ver se eu podia ir. O J. não podia ir e a S. não gosta de trabalhar com o outro empregado, e assim lá fui eu. Sempre são mais uns cobres que entram.

No sábado como tinha trocado a folga também fui bulir.

Foi uma noite fraquita comparada com outros sábados. E para minha alegria, o meu H. foi lá ter. Como não tinha companhia para sair, resolveu vir tomar café lá no bar. Embora me costasse que ele gastasse dinheiro na viagem só para vir ter comigo, adorei que o tivesse feito.

Embora fosse muito estranho e difícil estar ali ao lado dele, sem lhe poder tocar, nem lhe dar miminhos ou mesmo dizer que o amo muito. Fizemo-nos entender através de sinais e gestos que já são muito nossos.

Ainda esperou um bom bocado, para ver se as babes lá do bar apareçiam para as conhecer. Afinal agora já há um pretesto para isso. Estamos todos a jogar no travian e até formamos uma aliança. Assim que ele saiu e chegou ao carro, entraram elas no bar, coisa de minutos. Mas é sempre assim. Mas espero que haja uma proxima.

Ontem também tive que bater com os costados no bar. O gajo nem apareçeu nem avisou, nem atendeu o tlm. Logo depois dos simpsons acabarem, o J. ligou-me a pedir se podia ir. Claro que fui.

Eu e o meu nino já falamos por alto. Como no proximo sábado tenho que ir trabalhar também, e há festa da imperial e da sangria, talvez ele venha mais os amigos dele cá. Gostava mesmo, mesmo muito.

       R.

Palavras-chave: , , ,

O que me dizes?
Por: Ray, em 13.10.08 às 21:27link do post | adicionar aos favoritos

            9 de Outubro de 2008

 

            O bar abriu hoje.

            Foi uma maratona para termos tudo pronto para abrir a porta. Não conseguimos tudo, mas não ficou muito longe do que devia estar.

            Faltou apenas algumas decorações, pendurar dois LCDs e o sistema de som não ficou bem no sítio, mas nada disto impediu a festa.

            Havia tanto para fazer, que ainda não sei bem como o conseguimos. Desdobramo-nos no dobro. Realmente nós so portugueses somos bons é no desenrascanso e tudo em cima da hora.

            As 19h ainda faltava encher os frios porque o carro distribuidor da Sagres ainda não tinha passado, lavar todos os copos porque o gajo que vendeu a maquina trouxe os cestos errados, e nem a maquina do café ainda havia chegado.

            Ainda tivemos um dos dijuntores do quadro electrico a explodir, com direito a faiscas a voar para todo o lado antes das 20h.

            Os patrões andavam num estado de nervos que até afligia!

            Mas o que é certo é que as 21h, estava eu a entrar no bar, de banhinho tomado e já havia clientes para entrar.

            Hoje foi só para amigos e através de convite. Festa com bar aberto. Nada mau!

            Foi bom ver pessoal que não via há montes de tempo. E foi engraçado ver as caras de alguns deles. Afinal em Maio havia sido eu também a fechar o bar, e agora lá estava eu de novo na re-abertura. Saí de lá já passava das 4 da manha.

            Felizmente que amanha vou ver e estar com o meu nino. Estou cheio de saudades dele.

            R.

 

Palavras-chave: ,

O que me dizes?
Por: Ray, em 06.10.08 às 15:29link do post | adicionar aos favoritos

4 de Outubro de 2008

 

A meio da tarde e numa pausa que fizemos para ir comprar gás, eu e o meu mano tivemos que ir a casa dele. Por ficar a caminho passamos me frente da porta do bar onde já trabalhei. A porta estava aberta, visto estarem a fazer obras de melhoramento e eu expreitei lá para dentro. O J.P. o gajo que comprou aquilo viu-me a passar e veio á porta. Já há um tempo que ele queria falar comigo, e convidou-me para tomar-mos um café e pôr-mos a conversa em dia. Não podia ser naquele momento, mas que dali a pouco voltaria.

Assim, passado nem uma hora estava de novo á porta do bar para irmos falar. Fomos até um café ali perto, e assim entre duas minis acertamos as coisas.

O bar abre já esta quinta-feira que vem, e quer ele, quer a socia a S. querem mesmo muito que eu assuma o bar.

Ofereceram-me um pagamento maior do que aquele que tinha anteriormente e queriam que eu fosse por assim dizer o braço direito deles no bar. Para naqueles dias em que não podem ir lá eu tome conta do sítio, dos outros empregados etc.

Claro que aceitei. Eu e o H. já tinhamos falado disso e sabia a sua opinião sobre o assunto. Com o dinheiro a acabar este foi mesmo um balão de oxigénio.

Começo já na terça-feira, para encher os frios e arrumar o resto das bebidas.

Fez-me bem ao ego esta conversa e esta oferta de emprego.

R.

 

Palavras-chave: ,

O que me dizes?
Por: Ray, em 22.07.08 às 15:43link do post | adicionar aos favoritos

21 de Julho de 2008

 

            Dormi mal. Mal e pouco. As dúvidas do H. . . Não consegui pensar noutra coisa.

Tentei agir com ele o mais natural possivel, mas na verdade tou mal por dentro. Eu sei que o amo. Amo-o por quem ele é. Como ele é! Começam-me a assaltar pensamentos nada bons. Sendo uma pessoa que não consegue para de pensar e analizar tudo o que me acontence, começo a pensar que ele anda com estas conversas de merda à procura de desculpas para acabar comigo. Para poder viver mais, sei lá.

            O nosso namoro, como ele próprio recolhece tem-lhe aberto os horizontes,  e temo que queira exprimentar coisas que nunca fez, e por namorar comigo não as possa fazer. Entendo. Eu tambem já tive a minha fase em que andei por aí a viver tudo o que me apeticia, sem ter que dar cavaco a ninguem.

            Para complicar tudo isto, o trabalho tambem me traz coisas com que me preocupar.

            O J.M. meu colega anda a cagar-se para o trabalho e responsabilidades que tem. Conclusão, mais sobra para mim. Ele não anda a fazer o que deve, e já nem a equipa de vendas dele o respeita. De facto já nem o podem ver! O que o gerente lhe manda fazer, acabo por ter que ser eu a fazer. Tento faze-lo sem o ger. se aperceber que de facto sou eu, e não o J.M. a fazer.

            Infelizmente nem tudo dá para fazer assim tão discretamente. Ainda hoje por exemplo tive que mander fazer um inventário que era responsabilidade dele, e já o devia ter feito há uma semana. E não foi por esquecimento, fartei-me de falar com ele durante a semana passada sobre isso.

            O problema de lhe ter aberto o inventário, é que fica registado no sistema que fui eu e não ele que o fez. Por outras palavras, o facto de ter sido eu a faze-lo o gerente e a auditoria ficaram a saber que ele não está a fazer o trabalho que é a sua responsabilidade.

            Para piorar isto, sempre que é ele que está de permanencia á loja, a maior parte dos vendedores e quase em todos os problemas que tem, em vez de irem ter com ele, optam por vir falar antes comigo, porque já sabem que ele nada vai fazer para resolver a questão ou o problema que tem. E já me apercebi que mesmo quando está na loja, até a propria equipa de vendas dele, prefere procurar outra chefia em vez dele.

            Preocupa-me por ser amigo dele. E custa-me fazer-lhe isto. É que ao ser eu a fazer o que devia ser feito por ele, estou a passar-lhe um rotulo de incompetente, e que pode parecer que estou a tentar lixa-lo. E não é nada disso.

            Enfim. Acho que ainda vou ganhar uma ulcera nervosa.

            R.

 

Palavras-chave: , , ,

Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


O que procuras?
 
Curiosos
Por aqui agora....
Fotos do blog
Na tua opinão:
Paradas Gay:
Sou contra.
Sou a favor.
Indiferente.
  
pollcode.com free polls
Quem por aqui andou:
eXTReMe Tracker
Blog Flux Directory