O meu nome é Ray,e sou gay. Este será um blog sobre “as coisas vulgares que há na vida”. Na minha vida! É um blog para maiores de 18 anos. Para todos aqueles que tem alguma curiosidade sobre a vida e pensamento gay.
O que me dizes?
Por: Ray, em 11.08.08 às 15:43link do post | adicionar aos favoritos

11 de Agosto de 2008

 

      Saí da toca hoje.

Tá um tempo mesmo fresco, ideal para dar uma volta nesta cidade. Aproveitei para vir por on-line todos estes post que já se acumulavam no pc.

      Antes de vir até a biblioteca, e ao passar em frente do shopping lembrei-me que  no sábado quando fui lá jantar reparei que estava lá uma feira de artesanato .

      E lá fiquei bastante confuso.

      Apercebi-me que os produtos (a maior parte era mesmo tralha) que se vendiam nas bancas dos diversos países sao os mesmos. As pulseiras, aneis, bolsas, carteiras, e merdas afins, são iguais no artesanato do Perú, Equador, Nepal, Africa do Sul, Brasil, Egipto e etc. Todos made in china! Até no artesanato já se sente a globalização.

      Mas o que verdadeiramente me surpreendeu foram as pulseiras e relogios feitos de côco na banca do Nepal. Há Coqueiros no Nepal??????????? Deve ser por causa do aquecimento global.

      R.

 


O que me dizes?
Por: Ray, em 05.08.08 às 14:12link do post | adicionar aos favoritos

Hoje acordei mais cedo que habitual, e ao contrário do que tambem é custume, em vez de ficar na ronha um bom bocado, fui logo para o café. E ainda bem que o fiz.

Estavam lá, e passaram na rua cada gajo..... um verdadeiro festim para os olhos....

Como é habito sentei-me na esplanada, sabe bem tomar o café a apanhar o ar da manha. Mas hoje um raio de uma velha, senteu-se na minha mesa do custume, a fazer renda e sem consumir, e eu tive que ficar à chapa do sol, até tirei uma foto, raiz parta a velha.

Logo quando entrei para pedir o café ao balcão, vi que a sala já estava muito bem composta. Cada gajo..... pernocas de fora (abençoado o homem que inventou os calções), mas todos acompanhados por meninas. Fui para a esplanada e o corropio de gajos bons continuou. Ora a entrar para o café, ora a passar ali pela minha frente. Para disfarçar um pouco, meti-me a ler uma revista, e eis que me deparo com uma crónica que me deixou espantado. Não pelo assunto, mas sim por estar colocada numa revista que sai ao domingo e qualquer caxopo poder ter acesso. Deixo aqui a foto do imagem que ilustrava o artigo. É elucidativa.

Hoje estou um pouco mais animado. O meu nino vem cá hoje e vamos jantar juntos. Ando a precisar de espairecer.

 

 

 

R.

 

Palavras-chave: ,

O que me dizes?
Por: Ray, em 05.08.08 às 11:53link do post | adicionar aos favoritos

Voltei da breve visita ao café. É que foi mesmo rápido. Tava mesmo sem paciencia para lá estar. O ruido das conversas incomodam-me. Mas tive que lá ir. Tinha que comer algo. Um café e um pampilho. Belo almoço, não? Mas tambem não tinha fome para mais. Só me apetece é estar sozinho.

Continuo sem o minimo de paciencia ou animo para sair e ter companhia, e para ainda por cima estou cheio de dores. Entre outros sitios nas articulações. Mas mesmo, mesmo doi-me o baixo ventre. Acho que ainda tenho que ir tomar algo para as dores antes de o meu H. chegar.

Estou cada vez mais farto da minha vida.

R.


 

 

Palavras-chave: , ,

O que me dizes?
Por: Ray, em 04.08.08 às 16:45link do post | adicionar aos favoritos

 

4 de Agosto de 2008 – Nem sair, nem ficar.


 

Estou na esplanada do custume.

Hoje trouxe o pc. Foi algo que sempre quis fazer. E agora que tenho o portatil, finalmente aconteceu. Nem foi tanto para poder escrever, mas sim para ver se apanhava alguma rede não protegida à qual podesse aceder e navegar. Apanho muitas, mas nenhuma me dá acesso.... Merda.

É que alem de não ter net em casa, o sítio onde normalmente vou, está fechado até dia 18. definitivamente este país fecha em Agosto. Nunca entendi muito bem porque.

De resto também não há muito mais a dizer. Este fim-de-semana pelo menos, e para ser diferente do que custuma acontençer, eu e o H. não nos chateamos. Ao menos isso.

O meu menino não vem cá hoje. Vai ficar a descansar. Acho muito bem, sei que está mais cansado do que aquilo que me admite. Noto nele muito cansanço, não só fisico mas mental. Um trabalho de dia e outro à noite não é nada facil. Já passei por isso. E poucas horas de sono, não facilitam muito. Tenho saudades dele claro, mas sinceramente acho muito bem ele ficar a descansar. Devia até faze-lo mais, mas sempre que lhe digo isto ele começa logo a pensar que não o quero ver e merdas do genero.

Tou farto de tar em casa e ao mesmo tempo sem vontade nenhuma de estar com alguem. Sei que é estranho, mas é assim.

Sinto-me um falhado, e não quero encarar ninguem. Mas as paredes do meu quarto parecem cada vez mais apertadas. A tv não me diz nada, o calor que está, a pedir passeios e tardes na esplanada a conviver.... mas a frustração que sinto impede-me de sair. Isso aliado ao facto de não querer sair muito por causa dos filmes que o meu nino também faz de vez em quando, me fazem ficar por casa. Simplesmente não quero que ele stresse.

Assim passo os meus dias, de casa para a esplanada tomar café, e de volta a casa. Duas ou tres vezes por dia, e agora quem sítio tenho para ir a net, nem razão tenho para ir até á cidade. Cigarro atrás de cigarro.... merda, mesmo uma merda.

Mas a minha vida sempre assim foi. Nem sei porque é que eu me atrevo ainda a pensar e a sonhar diferente.

 

 

R.


O que me dizes?
Por: Ray, em 03.08.08 às 21:55link do post | adicionar aos favoritos

Ando de tal maneira frustrado e cançando de tudo que já não consigo esconder mais, nem disfarçar muito bem e o meu nino já percebeu. Tambem não era preciso muito. Ele conheçe-me muito bem, e nota logo pelas sms. Curtas, directas e secas. Mas que posso eu fazer. Não tenho espirito, moral nem paciência para muito mais.

Admito. Não estou animado, sinto-me frustrado, vazio e na merda. Sem planos nem energia para os fazer.

Nem os simpsons, dos quais sou para lá de fã, me animaram hoje.

Acho que nada me anima, nem hoje nem tão depressa.

O H. ainda instiu para que eu saisse. Mas para que? Não seria muito boa companhia para ninguem, isto se encontrasse alguem conhecido, e o mais certo é que não acontecesse e ficasse sozinho, e para isso estou bem em casa.

O unico sítio onde enventualmente encontraria alguem seria num bar onde eu e o H. custumamos ir, e para onde o pessoal que custumava ir lá ao bar onde trabalhava agora tem ido, mas está fora de questão lá ir. Não há rede lá dentro. E ficar sem mandar sms durante muito tempo faría o meu nino flipar e dar-lhe-ia um ataque de panico (e talvez mesmo um ataque cardíaco).

 

R.


 


 

 

Palavras-chave: ,

O que me dizes?
Por: Ray, em 02.08.08 às 11:43link do post | adicionar aos favoritos

Sábado em casa. O dia todo. Que bom não é?

Uma merda, é o que é!

Ando mais farto disto que sei lá o que!

Merda.

R.


Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
13
15
16

17
18
20
21
23

24
25
26
27
28
29
30

31


O que procuras?
 
subscrever feeds