O meu nome é Ray,e sou gay. Este será um blog sobre “as coisas vulgares que há na vida”. Na minha vida! É um blog para maiores de 18 anos. Para todos aqueles que tem alguma curiosidade sobre a vida e pensamento gay.
O que me dizes?
Por: Ray, em 24.05.09 às 19:35link do post | adicionar aos favoritos

            23 De Maio de 2009

 

            Acabei de chegar da discoteca.

            Ao final da tarde saí de casa para ir comprar algo para o jantar. Antes de ir à mercearia, fui tomar um café na pastelaria do costume. A tal dos quais os donos são também um casal gay. Na conversa com eles, quando lhes disse que tinha que ir ás compras para o jantar, convidaram-me para jantar com eles ali na pastelaria. Aceitei. Gostei do gesto e da conversa durante o jantar.

            Embora me conheçam há pouco tempo já me tem como confidente. Falamos de alguns dos problemas que tem, da família etc. e tal.

            Eu devo ter cara de padre. Já não é a primeira vez que noto que á vez, ora um ora outro desabafam comigo. Ora de algumas frustrações que tem, ou do trabalho.... Acho que se está a criar uma bela amizade. Depois do jantar, fiquei por lá! Também não tinha nada para fazer em casa. Ali pelo menos me entretinha ou a falar ou a ler uma revista ou jornal.

            Já no final da noite, quase a fechar convidaram-me para ir à discoteca com eles. Apercebi-me que não seriamos só os três. Uma moça que trabalha lá também viria. Depois de falar com o meu nino, aceitei. Apenas porque não seriamos só eles e eu.

            Embora tenha prometido a mim mesmo que não o faria tão depressa, acabamos por ir para a horta da fonte. Até me diverti. Não ficamos muito tempo, mas foi engraçado. Embora haja flirt entre nós, nada que seja sério ou perigosamente real.

            Foi giro, mas faltou-me o essencial. O meu H. sentia-me estranho sem ele por perto. Mas é bom saber que a nossa relação permite noites como esta.

            R.

 


O que me dizes?
Por: Ray, em 24.05.09 às 19:35link do post | adicionar aos favoritos

            23 De Maio de 2009

 

            Ontem e hoje estive de folga. Como não estava mesmo nada a espera que acontecesse, eu e o meu não fizemos grandes planos juntos. Conclusão:

            Eu de folga, sem nada para fazer ou sítio para ir, e o meu nino com uma série de coisas que planeou fazer lá na terrinha dele por pensar que eu não estava de folga!

            São as voltas da vida. Infelizmente não sei quando terei outro fim-de-semana tão depressa! Ainda bem que o tempo não está bom. Assim pelo menos não puxa para fazer nada!

            R.

 

Palavras-chave: , ,

O que me dizes?
Por: Ray, em 24.05.09 às 19:34link do post | adicionar aos favoritos

            22 De Maio de 2009

 

            Isto de não ter Net em casa, tem muito que se lhe diga. Até hoje havia-me entretido com o que resta dos canais da Tv. cabo. Mas hoje vieram mesmo desligar os cabos. Raios os partissem! Estou agora limitado à tristeza dos quatro canais abertos, mas como conto só com uma antena interna a recepção é como a programação. Uma merda!!

            Como já ando entediado deu-me para ler. No domingo passado depois de largar o “Anjos e Demónios” peguei na “Fortaleza digital” e acabei-o ontem. De uma assentada 243 páginas! Já ando de volta da minha estante à procura de algo mais para pegar mas ainda não me decidi!

            Não tenho Net, mas acho que vou ficar muito mais culto.....

            R.

 

Palavras-chave:

O que me dizes?
Por: Ray, em 24.05.09 às 19:33link do post | adicionar aos favoritos

            21 De Maio de 2009

 

            O factor “B” não é mais que o factor “Barman” ou dito por extenso o factor de “Estou aqui com um amigo que nunca veio ao bar e vou chamar o barman pelo nome e fazer-me como se fosse amigo dele para impressionar o meu amigo”.

            Quase todas as quintas-feiras passo por isso. Quando me apetece até lhes dou conversa e ajudo na farsa, mas a maior parte das vezes simplesmente ignoro.

            Outra coisa que me deixa pouco há vontade é que a qualquer lado que vá, já há pessoas a cumprimentarem-me na rua, e a acenarem-me nos cafés e restaurantes! E quando por vezes esses acenos são na rua ainda oiço “é o senhor do Bar” dito entre dentes para explicar a quem os acompanha quem eu sou!

            Se por vezes tem a sua graça, a verdade é que a maior parte das vezes não! É que ainda por cima sou terrível com caras e nomes, e quando me saúdam eu respondo, mas não tenho qualquer noção de quem é, ou de onde o conheço!

            A par deste sintoma existe outro também muito popular. O factor “PD” de porteiro de discoteca!

            Ainda assim, prefiro sofrer de factor “B.”

            R.

 

Palavras-chave: ,

Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
16

17
19
21
22
23

25
26
27
29
30

31


O que procuras?
 
subscrever feeds