O meu nome é Ray,e sou gay. Este será um blog sobre “as coisas vulgares que há na vida”. Na minha vida! É um blog para maiores de 18 anos. Para todos aqueles que tem alguma curiosidade sobre a vida e pensamento gay.
O que me dizes?
Por: Ray, em 15.01.09 às 18:39link do post | adicionar aos favoritos

            15 de Janeiro de 2009

 

            Ao que isto chegou.

            Deixei-me desleixar esta semana. Não me tem apetecido lavar roupa. Como tenho mesmo muita, fui deixando andar...andar....adiar....adiar, até que depois do banho, quando fui para me vestir, vi que não tinha mais roupa interior. Nada. Nem boxers, nem shorts, nem sequer os slips das emergencias.

            Vesti-me mesmo assim, da maneira que eu gosto de andar no verão. Sem nada por baixo das calças. Tudo à solta.

            Entretando o meu nino chegou.

            Já não nos viamos desde sexta-feira. Estava mesmo com saudades. Soube-me mesmo bem beija-lo! Sentir aquela boca. Dos beijos para as caricias foi um saltinho, e em pouco tempo já o meu nino estava com a sua boca no meu pau. Foi delicioso. Estava mesmo, mesmo a precisar. Aliviar-me só à mão já não era suficiente.

            Depois de haver leite por todo o lado, decidimos sair.

            Fomos jantar ao shopping. Aproveitei e fui comprar uns boxers. Por mais que goste de andar sem eles, com este frio não é nada agradavel. Fica tudo encolhido.

            Quando cheguei ao bar, tinha que os vestir antes de chegar alguem. Entrei, acendi as luzes, e mesmo antes de preparar tudo para abrir a porta, despi as calças. Foi estranho. Estar no bar com o pau ali à mostra. No fundo, até já tinha fantasiado com este momento, mas na minha fantasia estava a despir-me para ter alguma acção. Vesti os boxers rapidamente porque o pau já estava a ficar teso por estar a pensar nisso.

            Ontem a noite já teve o movimento habitual. Felizmente. Já começava a ficar preocupado com a calmaria que andava esta semana.

            Hoje está frio e de chuva. E não vou ter boleia para casa. Raios.

            R.

 

Palavras-chave: , , , , ,

guga a 16 de Janeiro de 2009 às 16:34
Eu não sou nada envergonhado. . .

G!

Podem tratar-me por vizinha... a 16 de Janeiro de 2009 às 16:35
A sério? É que ainda não tinha reparado!

Ray a 16 de Janeiro de 2009 às 16:49
Ai nao és??????
Lembra-te do que disses-te aqui da próxima vez que te pedir um beijo num bar gay!!!!!!!

R.

Ray a 16 de Janeiro de 2009 às 16:55
Vizinha.

A razão porque escrevo coisas muito pessoais aqui, é porque o meu blog, começou por ser o meu diário. e como tal escrevo aqui sensações e os momentos intimos tento os descrever para mais tarde recordar.
São momentos que prezo muito, e quero recorda-los para sempre e para nao me correr o risco de os perder da memoria tenho que os deixar por escrito.
Antes de expor a nossa vida (a minha e a do H.), falei com ele, disse-lhe deste blog e perguntei-lhe se ele se sentiria confortável com isso. como a resposta foi positiva, continuei.


E acho que nao devias te sentir envergonhada com as provas de carinho e amor que te dão.

R.

Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
13

18
19
24

25
27
30
31


O que procuras?