O meu nome é Ray,e sou gay. Este será um blog sobre “as coisas vulgares que há na vida”. Na minha vida! É um blog para maiores de 18 anos. Para todos aqueles que tem alguma curiosidade sobre a vida e pensamento gay.
Por: Ray, em 21.07.10 às 16:59link do post | adicionar aos favoritos

20 De Julho de 2010

 

Ontem senti de novo toda a dor, solidão e desamparo em que estou desde que o meu namoro acabou.

Estava de folga e decidi ir dar uma volta a cidade para arejar. Aproveitei e cortei o cabelo. E depois foi o pior do dia.

Saldos. Por todo o lado saldos.... e eu sem o H. para ir-mos ás compras.

Preciso mesmo de comprar alguma roupa. Calças, t-shirts e pólos. Nada de mais é certo. Mas era com o H. que contava para me ajudar sempre. Como sou daltónico e o meu gosto é muito discutível era e foi sempre o H. que me ajudava a escolher. Adorava ir com ele. Mesmo que nada comprasse para mim, ver e sentir a alegria e a energia dele quando andávamos de loja em loja, de compra em compra era para mim um mundo.

Já nem falo tanto em sair daqui onde só há meia dúzia de lojas que valham a pena e ir a lx ou outro qualquer sítio, isso como não tenho carro está completamente fora de questão. Mas o que me entristeceu foi mesmo a falta da ajuda dele.

Nunca saberei se ele tem a consciência da falta que me faz, mesmo nas coisas mais banais da minha vida. De tudo o que ele era para mim. De tudo o que fez por mim.

Uma das muitas coisas que ele fez foi isso mesmo. Ensinou-me a vestir-me melhor. A sentir-me bem comigo mesmo e com a roupa que visto. Pode parecer vaidade e futilidade, mas a verdade é que isso aumentou e muito a minha auto-estima.

Amo-o muito ainda. E acho que para sempre. Com o tempo vou aceitando que nunca mais será meu.

Mas hoje senti-me sozinho. Demasiadamente só!

R.


Me, myself and I a 23 de Julho de 2010 às 17:38
Olá

Não sei muito bem por onde "lhe pegar" para te reconfortar um pouco...

Sei pelo que estás a passar. VIvi o mesmo cenário ha cerca de trÊs anos, quando decidi por um ponto final na relação que tinha com o meu ex de um ano.

Portanto, a minha posição aqui é a do H. que pelo que percebi terminou ctg. Ele ainda não te esqueceu, e por muitos perfis que crie no gaydar, ainda estaras com ele durante um bom tempo. Sei que há pessoas que ultrapassam estas situações facilmente, mas estamos a falar de uma relação de 2 anos, com muita partilha. Não é fácil. Não está a ser fácil, nem para ti nem para ele, acredito!

Lembro-me que, na altura, o pior para mim eram as férias, os tempos mortos, em que como não estava ocupado, passava horas a pensar no que tinha feito, no que estava a acontecer. Acontece-te o mesmo. Sei que é lixado, mas tens de arranjar forma de manteres a tua mente o mais ocupada possível! E quando pensares nele, lembrares o H como a pessoa que contribuiu positivamente para o teu crescimento pessoal. O que aconteceu aconteceu e parece não ter volta, logo não vale a pena torturares-te demasiado.

Não digo para partires já para outra, até porque isso tb não vai resolver o que estás a sentir. Eu estive durante 2 anos fechado a relacionamentos e foi o melhor que fiz. Ajudou a digerir muito melhor.

AInda és novo, presumo e ainda vais encontrar pessoas bem interessantes. De momento, depende de ti para controlares a dor que sentes. Por muitas palavras calorosas que recebes, cabe-te gerir bem o teu estado emocional.

Força aí! Não desanimes demasiado. Agarra-te aos amigos, ao trabalho, etc. Neles encontrarás um pouco de serenidade:)

Abraço

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


O que procuras?
 
subscrever feeds