O meu nome é Ray,e sou gay. Este será um blog sobre “as coisas vulgares que há na vida”. Na minha vida! É um blog para maiores de 18 anos. Para todos aqueles que tem alguma curiosidade sobre a vida e pensamento gay.
O que me dizes?
Por: Ray, em 20.12.08 às 18:52link do post | adicionar aos favoritos

15 de Dezembro de 2008

 

Hoje foi o dia do meu nino encontrar antigos engates!

Veio ter comigo a meio da tarde e trouxe-me de novo o pequeno almoço à cama. É mesmo bom estes miminhos!

No final de me despachar fomos dar uma voltinha ao shopping.

No meio de tanta gente que lá andava, ele indica-me um gajo novo, com tiques afemeninados que estava sentando num banco. Disse-me que já o tinha comido. O gajo fartou-se de olhar para o meu G.

Passado um bocado, entramos na salsa, e no final de ele ter desarumado meia loja, e de me doer as mãos de tanto tempo de estarem nos bolsos, saimos. Foi quando me disse que lá dentro estava outro gajo que também já tinha comido. Voltei rápidamente para trás para ir ver quem era.

O meu nino disse-me onde ele estava e estive que passar mesmo ao pé dele. Era um quarentão muito charmoso, que estava com a mulher. Mas mesmo assim, fartava-se de olhar para nós. Por coincidencia, saimos os quatro quase ao mesmo tempo da loja. O quarentão, a esposa, eu e o meu homem. O gajo depois de olhar para trás para se certificar que nós viamos, levanta a camisola um pouco e depois puxa as calças bem para cima de modo que se viu o contorno do rabo bem.

O G. disse-me que agora ele está mais gordo que antes, mas que tinha um pau que é um espetáculo. Grande e grosso. Acredito nele.

Continua a ser estranho e ao mesmo tempo engraçado encontrar antigas curtes. Sejam minhas ou do G.

R.

 

Palavras-chave: ,

O que me dizes?
Por: Ray, em 20.12.08 às 18:51link do post | adicionar aos favoritos

12 de Dezembro de 2008

 

Hoje mais uma vez andamos ás compras.

Ou melhor o meu nino andou. Eu agora aprendi a entrar nas lojas com as mãos nos bolsos e a não tocar em nada.

Ficamos pela cidade, e fomos ao shopping.

Já no final de tudo resolvemos jantar por ali mesmo. Quando estavamos a entrar nas escadas rolantes para o piso dos restaurantes, o G. disse-me para ir com ele ao wc rápidamente. Olhei para ele com cara de admiração. A caminho disse-me que sem querer olhou para um gajo que por sua vez olhou também e agora vinha atráz de nós  e ele queria ver se nos seguia até ao wc.

Entramos, eu fiquei num urinol e ou meu G. no da outra ponta. Passado segundos o tal gajo entra e mete-se no urinol mesmo ao lado do meu homem que quase se enfiou todo dentro do dele. Como eu estava a alguma distancia conseguia ver-lhe o pau. Já estava teso. O G. rapidamente acabou e foi lavar as mãos. Eu fiquei mais um pouco só para ver o que acontecia. O tal gajo começou a afastar-se um pouco para eu lhe ver o pau enquanto tentava ver o meu também. Por acaso ele tinha um belo pau.

Sai também e fui lavar as mãos. O gajo continou no urinol e sempre a olhar para nós!

Quando saimos do wc consegui de novo ver o pau do gajo.

Já a caminho do jantar, enquanto falavamos do gajo, foi quando o reconheci!

Eu já o tinha comido. É um gajo novo, surdo-mudo, tem um belo pau e cu. Peludo e gosta de levar com ele todo!

A última vez que o vi, foi já há mais de um ano, quando fui a toirada. No intervalo fui ao wc e ele estava lá. Viu-me e como não havia lugar no urinol eu entrei num cubiculo onde está a sanita, e mal eu entrei e sem ter tempo para fechar a porta o gajo entrou comigo.

Naquele dia passei-me. Estava o wc cheio, e não queria nada ali. Naquele dia mandei-lhe um olhar daqueles, e nem mijei. Abri a porta para sair dali, o pior foi que assim que abro a porta e ponho um pé fora, apareçe um homem de frente para entrar, e assim que este abriu a porta viu o tal gajo lá dentro também. Fugi dali a sete pés.

Não percebi se hoje o gajo me reconheceu a mim e foi por isso que veio atráz de nós, ou se foi apenas por ter trocado olhares com o meu nino.

É estranho ver antigas curtes, mas não sinto nenhuma saudades daqueles tempos.

O meu nino é tudo o que preciso!

R.

 

Palavras-chave: , , ,

O que me dizes?
Por: Ray, em 10.12.08 às 03:11link do post | adicionar aos favoritos

1 de Dezembro de 2008

 

Fim-de-semana grande!

Como o tempo esteve cinzento e muito a dar para o chovoso o meu nino não abriu o tasco dele e como tal tivemos estes dias juntinhos.

Como trabalho de noite, e ele acorda sempre antes de mim, quando chega trás me algo para eu comer. É tao giro e bom ter o pequeno-almoço servido na cama.

Aproveitamos e fomos dar um giro. Direcção Carregado para visitar o Campera outlet.

Já caminho na A1 claro que tivemos que parar na área de serviço de Aveiras para ver quem andava por lá ao engate. Óbvio que haviam lá gajos no wc, mas desta vez nem uma pila conseguimos ver.

Quando chegamos ao Campera é que o meu stress começou. Custou-me a disfarçar mas o H. acho que nem percebeu.

Andei a tarde toda com as mãos nos bolso. Entramos em quase todas as lojas, mas as minhas mãos não saiam dos bolsos. Tinha medo que se começa-se a mexer na roupa encontra-se algo que de facto gostasse e como não tenho meios não poderia comprar, e aí acho que o meu nível de frustração aumenta-se ainda mais!

O H. divertiu-se muito. A exprimentar casacos e tudo o mais. Eu nem olhava com olhos de ver para as prateleiras. E quando por acaso via de relance algo que me agradava, sentia o meu coração a ficar pequenino e apertado e as lágrimas a querem sair pelos olhos e fugia rápidamente dali.

Foi de facto muito frustrante para mim. Não o facto de andar a acompanhar o meu namorado, mas estar ali e lembrar-me do que foi o meu natal passado, do que planei no principio deste ano quando comçei o novo trabalho (que agora já não tenho!).

Pensava eu que este ano ía ter um natal diferente, melhor. Em que poderia dar mais umas prendinhas, e tratar-me melhor. Comprar uma roupinha e até uma prenda boa a mim mesmo. Logo desde Fevereiro que planeava comprar uma coisa como deve ser ao meu nino, e agora que chegou a hora....nada! Este natal vai ser ainda pior que o do ano passado.

Sinto-me ainda mais triste e frustrado!

Mesmo quando andavamos entra e fora das lojas, nem os gajos bons que por lá andavam me alegravam. Nem animo tinha para apreciar com o meu H.

Ando mesmo triste. Este é mesmo um mês negro para mim!

R.

 


O que me dizes?
Por: Ray, em 29.09.08 às 16:42link do post | adicionar aos favoritos

27 de Setembro de 2008

 

Um belo Sábado para passear.

Como ontem dei uma de preguiçoso e não fui por os post on-line, decedi ir ao macdonalds para aproveitar a net à borla e de caminho passava na Worten.

Fiz-me ao caminho e no final de meia hora a caminhar cheguei à primeira paragem. A Worten.

Há um tempo a trás decidi por uma password no acesso ao cartão de memória quando uso o nokia n80. Embora não tenha notado nenhuma diferença quando acedi ao cartão, deixei andar. O problema foi quando quis fazer um back-up para o pc da informação que tinha no cartão. O pc deixou de reconhecer a merda do cartão. Pensando que era um problema no cartão, voltei a pô-lo no nokia. No tlm não dava erro. Pensei, pensei, e resolvi formatar o cartão, para ver se resolvia o problema. Como faço regularmente cópias para o pc, também não perdia muito. Finda a formatação, vi que estava tudo na mesma. Nem o pc, nem o Samsung que também uso reconheciam o cartão. Fiquei lixado. A password tinha-me bloquado o cartão, e para mal dos meus pecados, nunca mais me lembrei da password. Tentei todas as custumo usar, para o mail, blog, msn, e até o pin do multibanco. Nada. Ainda hoje não sei que palavra usei.

Com esta frustração toda, no principio da semana, fui comprar um cartão novo, por acaso a worten tinha à venda um exactamente igual ao que deixei inutilizado e fui esse que trouxe.

Pelo caminho nesse dia, vim a pensar na marosca que hoje fui fazer. Tirei o cartão novo, e troquei pelo que tinha avariado em casa. Afinal eram iguais. E valia a pena tentar.

Cheguei ao serviço pós-venda, com a embalagem em perfeiro estado, a factura, e o cartão “velho”, e disse que o meu pc não o reconhecia. Sem mais perguntas a rapariga disse que não havia problema e que me o trocava já. Passado 5 minutos de ter entrado, já eu estava no caminho de saida com um cartão novo. Agora, e pelo preço de 1, tenho dois cartões de memória, uma para cada tlm.

Sei que não é honesto, mas já tá.

Atravessei a estrada e entrei na catedral de Stª Caloria.

Pedi aquele novo menu que tanto anunciam na tv. O “M”. Não é mau. Até sabe a carne. O que é uma novidade nos hamburguers da Macdonalds.

Lá me lambuzei todo, e no final de papar e começar a ouvir-me a engordar, liguei o pc, e tratei dos assuntos na net. Bloguei, fiz umas actulizações ao windows e visitei e comentei alguns blogs.

Quando vinha de caminho para casa, ainda apanhei uns chuviscos, o que não era muito bom, visto tar com o pc na mochila, mas este chegou a casa secinho. Estava cansando de tanto andar. Sem pareçer nada, ainda andei uns bons 8 km a pé hoje.

Deitei-me na cama a ver um filme no pc.

R.

 

Palavras-chave: , ,

O que me dizes?
Por: Ray, em 19.08.08 às 16:26link do post | adicionar aos favoritos

18 de Agosto de 2008 –  

           

            Ontem teve um tempo de merda.

            Ainda bem. Como estava mesmo mau, de chuva e tudo, o meu nino fechou o tasco e veio ter comigo a meio da tarde. Há tanto tempo que não acontecia. Ter assim um sábado espontanêo.

            Aproveitamos e fomos as compras. Estava a precisar de comprar uns tachos e fazer uma dispensa, e assim foi. Fomos até ao Jumbo e até foi uma tarde muito agradável. Enquanto o fazia andar para tráz e para a frente à procura do que precisava, aproveitamos para nos apalpar. Ora o rabo ora o enxumaço! É engraçado porque o meu nino não gosta muito dessas coisas quando há muita gente por perto, mas ontem até foi ele que o fazia mais!

            Quando saímos de lá fomos dar uma volta ao shopping. Nada de jeito para ver, mas tinhamos que fazer tempo para o jantar. Tinhamos pensando em ir ao japonês, mas como quase tudo nesta cidade, estava fechado para férias. E oriental por oriental, acabamos por jantar no chinês!

            Logo fomos para o quarto. Há que aproveitar estas oportunidades. E ontem à noite, aproveitamos duas vezes!

            É mesmo bom estar com ele. Há cada vez mais companheirismo. Uma linguagem que se desenvolve, algo intangivel que nos une. E cada vez mais.

            Estou deserto que ele começe as férias. Já so falta uma semana.

            Passei o dia a pensar nisso. E no que faremos nessa semana. Numa coisa já concordamos fazer. Ir para lx e passar lá pelo menos uma noite, naquela residencial gay.

Lá estaremos à vontade. Acho que vai ser giro.

            R.

 

Palavras-chave: , ,

Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


O que procuras?
 
subscrever feeds